Coluna Bom Dia

Adiadas

O governador Gladson Cameli adiou as férias que pretendia tirar nesse início de ano, diante da iminência do início da vacinação contra a COVID. Em vez de ir para a Europa, apreciar o inverno de Paria, volta ao Acre e vai direto para o Juruá, em Marechal Thaumaturgo e Porto Walter para vistoriar as obras emergenciais que o Deracre está fazendo nas pistas de pousos dos municípios, que foram bloqueadas pela Anac, que deu 90 dias para a solução. Governador trocou a torre Eiffel pelas barrancas do Juruá.

Vacina

A coluna prefere se precaver e não fixar mais uma data para o início da vacinação contra a Covid no Estado. Cada dia é uma data diferente. Primeiro é dia 25, depois, 28, depois 19, dia 21 e por aí vai. E o ministro se limitando a dizer que será no dia D e na hora H, o que já virou meme na internet.

Desorganização

A verdade é que nunca se viu uma desorganização maior da estrutura do governo federal. Nunca se viu o presidente da República questionando de público a eficácia da vacina que vai destinar à população. Parece o samba do crioulo doido do jornalista Stanislaw Ponte Preta.

Educação

Enquanto isso, a secretária municipal de Educação, Nabiha Bestene, quer voltar com o calendário escolar a partir de 2 de fevereiro, terça-feira, com as escolas abertas e pelo menos 50% de aulas presenciais. Vai ter que correr contra o tempo pois ainda não apresentou relatórios sobra as medidas sanitárias exigidas pelos ministérios da Saúde e da educação. E se entender com os professores e pais de alunos que podem se opor a essa ideia.

Adequação

Para começar as aulas, a prefeitura deve proceder a completa adequação das escolas às exigências sanitárias, que incluem número de alunos por sala, não compartilhamento de objetos e material escolar, uso de máscaras, cuidados nos banheiros e no transporte escolar. Muita coisa pronta o prefeito herdou da antecessora, mas ainda há muito a acertar e o tempo é curto.

Reparo

A ex-prefeita Socorro Neri comentou nota da coluna a respeito da decisão do prefeito Bocalom de pagar o salário dos servidores municipais dentro do mês. Disse que isso não é novidade. Que a prefeitura em sua gestão cumpriu essa determinação rigorosamente e que já é praxe na Capital. Socorro diz quinda que das 40 ações prioritárias da atual administração, 13, pelo menos, já estavam sendo executadas em seu governo.

Sem conflito

A ex-prefeita destacou que não quer criar polêmica, mas que quer preservar o que já aconteça em sua gestão e que Não se pode deixar “que o que já é realidade passe a ser avanço por força de uma mentira”.

Dia

Na verdade, o que o prefeito Bocalom fez é passar a data de pagamento, do fim do mês para o dia 25. Isso significa que não vai usar a terceira quota do FPM, que cai no dia 30 para completar a folha. Mesmo sabendo que o repasse do dia 20, além de ser menor, tem incluído o repasse obrigatório para Câmara Municipal.

Compromisso

O Secretário Mauro Sérgio cumpriu o prometido e ontem já estava acertando a solução de alguns problemas e defasagens na folha salarial do magistério estadual. Reuniu- -se com a equipe econômica do governo do estado e está encontrando uma solução de interesse dos trabalhadores da Educação.

Cancelado

Com o cancelamento das férias do governador, fica também cancelada a agenda de vistas e ações que o vice Major Rocha faria como interino no cargo. Ele chegou a ir a Acrelândia para visitas a empreendimentos do agronegócio. Vai ter que se recolher.

Frota

A frota aérea do governo do Estado ganhou mais um recurso, com a doação pelo Ministério da Justiça de um monomotor Bonanza, com capacidade para seis pessoas. O avião foi apreendido no Maro Grosso fazendo transporte de drogas e agora foi entregue em doação para o Acre. Com isso, o Estado passa a ter dois aviões e dois helicópteros, um deles em manutenção no estado do Rio de Janeiro.

Uso

É importante que o Estado tenha essa possibilidade. Nesses dias, o helicóptero foi acionado para buscar em Thaumaturgo um recém-nascido prematuro que primeiro foi resgatado e levado para Cruzeiro do Sul e posteriormente, para Rio Branco. A criança passa bem.

Banco do Brasil

Foi muito forte a reação em todo o país contra o programa de reestruturação do Banco do Brasil que previa o fechamento de mais de 300 postos de atendimentos e demissão de cinco mil bancários. As informações sobre o Acre foram dadas desencontradas, mas a realidade seria o fechamento de oito agências. A revolta por ter dado resultado.

Demissão

Ontem, o presidente Bolsonaro chegou nunciar a demissão do presidente do Banco do Brasil, André Brandão, por causa do projeto. O presidente não gostou que os cortes tivessem sido anunciados junto com a notícia do fechamento da Ford no Brasil. O ministro Paulo Guedes ainda tentava segurar Brandão, ex- executivo do HSBC, que sempre foi contra o fortalecimento do BB.

ZPE

O Ministro Paulo Guedes deu o aval para que o Acre possa vender a ZPE de Senador Guiomard a grupos interessados, o que, em tese, poderia viabilizar a parceria com o grupo chinês que havia manifestado interesse, antes que as relações entre a China e o governo brasileiro entrassem em perigoso terreno diplomático.

Investimento

Acontece que esse grupo chinês também está negociando com o governo de Rondônia e recebendo propostas e ofertas interessantes do estado vizinho, inclusive acesso à hidrovia do Madeira.

Não vai repassar?

Parece que vai entrar água – o trocadilho é inevitável – na intenção do prefeito Bocalom de gerir Depasa e a área de saneamento na capital. Há um ruído significativo na conversa. O governador está disposto a passar todo o setor, mas a prefeitura quer apenas o gerenciamento, ou sejam, só o recolhimento das contas e cobranças. Quer que o investimento continue com o governo do Estado. Não era esse o combinado.

Slogan

O governo do Estado está divulgando um novo slogan, para mostrar a unidade em torno do governador. O slogan é “um time só, jogando pela nossa gente”. Simples e bom. O único cuidado deve ser na articulação dos vários setores do time, a defesa e o ataque. Não basta um bom técnico, há que ter os goleadores, os líberos. R muito cuidado para ninguém fazer gol contra ou levar cartão vermelho. A administração pública não tem VAR.

Documentário

A TV Brasil veiculou ontem, mais uma vez, o excelente documentário de Rio Branco vista de cima, um belo trabalho de imagens, que mostra a história e as belezas da Capital acreana. Dá orgulho de assistir. Pena que em certa altura fale do grande número de onças pintadas no parque da Ufac, certamente um exagero pequeno diante da beleza do programa.

Safra

Da série notícias que poderiam esperar momento melhor. Depois da visita do vice governador ao meio rural, ontem, foi divulgado que o Acre terá safra recorde de soja. A informação vem 24 horas depois que o presidente da França pediu boicote à soja brasileira por promover o desmatamento da Amazônia e o desmentido do vice brasileiro General Mourão, que afirmou que a produção na Amazônia é irrelevante. Não precisava cutucar a onça com vara curta.