Comitê do COVID autoriza funcionamento de clínicas e laboratórios de informática do ensino superior

O Comitê de Acompanhamento Especial da COVID-19, embora tenha mantido o estado no nível de alerta amarelo para o controle da pandemia, decidiu autorizar o funcionamento das clínicas de Ensino, Laboratórios de Práticas e similares, de Instituições de Ensino Superior, para realização de atividades presenciais, e práticas, voltadas exclusivamente ao atendimento à população., durante o Nível de Atenção (cor amarela).

O governo exigiu, entretanto, as condições: uso do espaço limitado a 30% de ocupação; distanciamento mínimo de 2 metros; estabelecimento de protocolos sanitários específicos, submetidos e aprovados pela vigilância municipal, definidos por tipo de atividade assistencial à saúde, que contenham, medidas de controle de fluxo de discentes, docentes e pacientes e protocolos de atendimento com agendamento, que evitem permanência prolongada de pacientes em espera.

Também foi autorizada a utilização dos laboratórios de informática das instituições de ensino superior do estado para realização de atividades à distância, ofertadas em meio eletrônico, de todos os cursos superiores, exclusivamente por estudantes sem acesso à internet e ou a computadores, respeitando-se os protocolos sanitários submetidos e aprovados pela vigilância municipal. Esse funcionamento deverá obedecer, ainda, as medidas de distanciamento mínimo de 2 metros e o uso obrigatório de máscara.