Covid-19: Acre mantém Bandeira Amarela

Secretário Estadual de Saúde, Alysson Bestene, anunciou decisão

Com o aumento do número de infectados de uma semana para outra, o Comitê Acre sem Covid manteve a Bandeira Amarela pela terceira, consecutiva. Foram contabilizados 776 novos casos nessa semana, enquanto na semana passada chegou a 561 casos, mas as unidades hospitalares registraram apenas  sete mortes e na semana passada 12 óbitos.     “A pandemia ainda não acabou. Precisamos prezar pelas medidas sanitárias básicas para que possamos controlar o cenário com o uso de máscaras, o respeito ao distanciamento social e a lavagem frequente das mãos. Temos que ter o apoio de todos, cada um fazendo a sua parte, para que essas ações tenham resultados”, declarou a coordenadora do Comitê, Karolina Sabino durante coletiva concedida a imprensa.

Dados – O último levantamento do Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid apontou  que na regional do Vale Alto Acre teve uma redução de 26% nas notificações por síndrome gripal e uma redução expressiva nas internações, que caíram 77%. No Juruá e Tarauacá-Envira, as notificações por síndrome gripal caíram 19%, e os casos confirmados de Covid-19 diminuíram em 19%. Em contrapartida, na região do Baixo Acre e Purus, embora as notificações por síndrome gripal tenham registrado uma queda de 18% e os novos casos de Covid-19 em 21%, os municípios registraram um aumento  dos casos de óbitos, com 13 mortes registradas no período de 30 de agosto a 12 de setembro.

Agora a próxima classificação de risco será divulgada no dia 2 de outubro, conforme o cronograma. “Agradeço a presença de todos em nosso exercício constante de trazer as informações para a população. Podemos avançar e chegar na Bandeira Verde. É o que queremos. Mas os cuidados individuais e coletivos devem ser permanentes enquanto não houver vacina para a imunização de todos”, revelou o secretário estadual de Saúde, Alysson Bestene. O governo do estado investiu na área de saúde pública, com a instalação de cerca de 90 leitos de UTI e 352 leitos clínicos nos dois hospitais de campanha para combater a covid-19.

O coordenador do Comitê Municipal de Combate ao Coronavírus, Dr. Osvaldo Leal recomendou o uso de máscaras em locais públicos, porque agora é obrigatório por força de lei.  Destacou os esforços do governo do estado e da prefeitura para instalação de outdoors com as medidas sanitárias como forma de proteção para toda a população. “Estamos mais otimistas com o cenário, mas precisamos estar mais atentos”, finalizou o gestor municipal. (Com informações da Agência de Notícias do Acre)