Dia do professor marcado com a promessa de pagamento da VDP

Cezar Negreiros

A pandemia revelou para a sociedade brasileira o quanto a profissão do professor é essencial. Sem a existência do professor (a) não poderá existir as demais profissões que tanto contribuem para transformação da sociedade.

Somente na rede de ensino do estado, a categoria responde por 16.398 professores e professores. A rede pública estadual registra o maior percentual com 9.170 trabalhadores, sendo 5.921 lotados nas escolas urbanas, enquanto nas rurais chegam em torno de 3.249 trabalhadores.

Presidente do Sinteac, Rosana Nascimento

Em contrapartida, a rede municipal contabiliza 6.056 professores e professoras, mas a capital é responsável pela contratação de 1.019 professores efetivos. De acordo com os dados do Censo Escolar, aproximadamente 3.663 estão lotados nas escolas urbanas e 2.393 nas rurais dos 22 municípios acreanos. As escolas particulares contam com 950 professores, enquanto as federais apenas 322 professores (as).

O governador Gladson Cameli aproveitou a data alusiva ao Dia do Professor (a) para anunciar o pagamento da VDP (Prêmio de Valorização de Desempenho Profissional) do ano passado, através das redes sociais. A previsão que o abono seja pago em uma folha suplementar no dia 5 de novembro deste ano, mas a Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan) não deu detalhes de uma ou mais parcelas.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), professora Rosana Nascimento tem defendido o pagamento único para todos os trabalhadores (efetivos e provisórios) em educação, inclusive os funcionários de escola. A diretoria do Sinteac arrancou na mesa de negociação com a equipe econômica do governo do Estado, o pagamento da VDP (Prêmio de Valorização de Desempenho Profissional) do ano de 2018 que não tinha sido pago na gestão do então governador Tião Viana.

A secretaria Estadual de Educação (SEE) desembolsou na ocasião, a quantia de R$ 10 milhões para pagar os efetivos, mas o montante assegurado chegam em torno dos R$30 milhões. Ficou acordado que os professores provisórios ingressassem com pedido de pagamento do benefício, mas muitos ficaram sem receber no ano passado.