Dois dias após a eleição os partidos começam a decidir quem vão apoiar no segundo turno em rio Branco

PSL e PSDB, que defendiam a candidatura de Minoru Kinpara, reuniram algumas lideranças para anunciar que, por questões ideológicas, vão apoiar Tião Bocalon, que teve 49,58% dos votos no último domingo.

Só que o candidato Minoru kinpara, não estava presente ao encontro. Em reunião com a executiva tucana ele não tinha deixado claro quem apoiaria: Bocalon ou Socorro Nery. O medo é que contrariasse a decisão do partido. O vice-governador Major Rocha tentou amenizar a situação para não mostrar mais esse racha no PSDB. “Não acredito que o Minoru vai mudar de lado assim, lutamos e sofremos por sua candidatura, e para tirar a esquerda do poder, não retribuiria assim”, relatou.

Duas horas após a reunião com o PSL, Minoru, postou uma mensagem de apoio a Bocalon, dizendo que “a mudança é necessária” com direito a foto dos dois.

Quem também anunciou apoio a Tião Bocalon, foi o candidato do MDB, Roberto Duarte. Na manhã dessa terça-feira os emedebistas decidiram que vão lutar para transferir os votos de Roberto Duarte para a chapa de Bocalon.

Jamyl Asfury também se posicionou quanto ao seu apoio de segundo turno. Ele também pediu voto para Tião Bocalon. O candidato do Avante, Jarbas Soster apesar de procurado não declarou sua posição.

O senador Sérgio Petecão, maior cabo eleitoral de Bocalon, disse que ainda vai procurar o PT, cujo candidato Daniel Zen, tinha falado em outras entrevistas que não apoiaria Socorro Nery nesse segundo turno.