Domingo de eleições coincide com dia do santo das causas impossíveis


publicidade

Domingo de eleições e também de muitas orações em louvor ao santo das causas impossíveis. Os católicos – e outros que não se declaram assim, mas são de fé – participam amanhã (28) da festa de São Judas Tadeu. A expectativa é de que mais de 80 mil pessoas passem pelo templo, que começou a ser enfeitado na manhã de sexta-feira (26) para receber a multidão de devotos.

foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

São Judas Tadeu nasceu na Galileia, na Palestina, era um dos 12 apóstolos de Jesus e filho de Alfeu, o irmão de São José. Sua mãe, Maria Cléofas, era prima de Maria – portanto, São Judas era primo de Jesus e irmão de Tiago, também discípulo de Jesus.

O Evangelho de São Mateus cita a passagem em que São Judas Tadeu pergunta a Jesus, durante a ceia: “Mestre, por que razão deves manifestar-te a nós e não ao mundo?” Jesus lhe respondeu que a verdadeira manifestação de Deus está reservada para aqueles que o amam e guardam a sua Palavra.

Conforme divulgado pela Arquidiocese de BH, São Judas Tadeu pregou na Galileia, na Samaria e, próximo do ano 50, fez participou do primeiro Concílio, em Jerusalém. Evangelizou na Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia, onde encontrou São Simão. Passaram a viajar juntos. Mártir, no dia 28 de outubro de 70. EM