Donos de agências de viagens esperançosos com a retomada dos voos para o Estado

Cezar Negreiros

Depois de amargar um prejuízo de mais de 100 por causa da pandemia do coronavírus, as agências de viagens não tem nenhuma previsão de normalização dos voos diários para o estado. A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) informou que as empresas Gol e LATAM fazem voos semanais para a capital acreana, mas para o interior do estado e municípios amazonenses, os passageiros contam como alternativa as empresas de taxi/aéreo.

A única opção que restou para Os clientes acreanos que precisam embarcar com destino a outros estados ou retornar para casa, um voo da empresa LATAM (quinta-feira) e três voos da empresa Gol (quarta, quinta e sexta-feira). As duas empresas ofertavam voos, com destino aos aeroportos de Brasília e São Paulo, Porto Velho e Manaus.

“A previsão que o setor volte retomar os voos diários, somente no mês de setembro deste ano”, lamentou a empresária Sônia Maria Zanatta, proprietária da Zanatur Agência de Viagens e Turismo Ltda.

Contou que os voos da LATAM que estavam previstos para retomar em agosto, já foram retirados do site da empresa. Sem opção de voos nos fins de semana para as principais praças do país, as agências de viagens estão fechando o mês no vermelho, as poucas passagens que são comercializadas no decorrer das semanas não fecham as contas. “Abro as portas da minha agência todos os dias  por atendimento remoto, mas poucos clientes procura por falta de opção”, comentou. 

Com os constantes cancelamentos de voos da empresa aérea Gol na terceira semana de março, os donos de agências de viagens passaram a ter mais uma dor de cabeça com as passagens que tinham comercializado antecipadamente nas semanas anteriores ao colapso do setor. Sem voos para Brasília e São Paulo, como arcar com ressarcimento dos clientes que não conseguiram embarcar no Aeroporto Internacional de Rio Branco para os estados da região Sudeste que tinham comprado antecipadamente.

Muitos voos foram cancelados para o estado por falta de passageiros em decorrência do avanço da pandemia do coronavírus que colocou  em cheque o sistema aeronáutico nos estados. Diversos passageiros que tinham comprado passagem aérea com destino Cruzeiro do Sul/Rio Branco por falta de aeronave que não chegavam ao aeroporto do Vale do Juruá, muitos deles tiveram que embarcar num ônibus para chegar a capital acreana. A pandemia do coronavírus atingiu em cheio as empresas aéreas, a empresa Azul suspendeu os voos para o estado por tempo indeterminado.