Educação municipal investe em qualidade da merenda escolar

O secretário municipal de Educação, Moisés Diniz, destacou o investimento na Educação Especial chega, na capital, segundo o censo escolar,  em torno de 16% dos recursos, enquanto a média nacional chega apenas 2% do aposte investido. Outro ponto de destaque, segundo ele, é que Rio Branco obteve o terceiro lugar  entre as capitais no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que foi divulgado recentemente  pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), com a média 6,5.

Diniz apontou que a prefeita Socorro Neri destina mais R$3,5 milhões para complementar os recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Com o desembolso deste aporte de recursos, a merenda que chega às escolas da rede municipal tem um cardápio bastante diversificado no decorrer dos dias letivos. Para o secretario, que supervisiona pessoalmente a qualidade da alimentação oferecida, o cardápio é diversificado, elaborado por nutricionistas e contempla as necessidades dos alunos. Um dia é servido carne bovina, no dia seguinte, frango, ovos, leite, pão, inclusive frutas como  maça, uva, banana e frutas da região. ”Desde que a prefeita nos delegou essa missão, temos investido na área social para atender as famílias que estavam a margem da nossa sociedade”, comentou.

Ele ressalta que os depósitos da prefeitura mantém o nível de estoque adequado para que a merenda de alta qualidade chegue aos estudantes, permitindo que eles estejam bem alimentados e dispostos para as aulas.

Diniz revelou que a Secretaria desembolsa R$1,5 mi, no convênio celebrado com a creche Sagrado Coração de Jesus que atende 475 crianças nos bairros do Taquari e  Baixada da Sobral. Como as principais refeições que eles recebem durante o dia são feitas na creche, assim que chegam no período da manhã, sempre é servido um café reforçado, enquanto no período da tarde distribuída a alimentação na hora da chegada. “Como não é um sistema integral não tínhamos essa obrigação, mas levamos em conta a situação sócio-econômica das famílias que têm os filhos matriculados na creche”, observou.

Apesar de estar com quatro meses à frente da Pasta, o esforço de cada servidor para melhorar a qualidade da educação pública tem sido levado em conta, como forma de reconhecimento do mérito de cada um deles. Como forma de retribuir esse esforço coletivo, a prefeita Socorro Neri se comprometeu em fazer o concurso público para efetivos. “Não teremos mais provisórios em nosso quadro funcional, porque o provisório não tem férias remunerada, direito de contabilizar o tempo para efeito de aposentadoria, além de jogar fora todo o processo de formação continuada, quando outro candidato ocupa a sua vaga no processo de seleção”, lamentou.

O secretário disse que a gestão da professora Socorro Neri é pé no chão, sem modismos. Disse que um número significativo de escolas conta com ar-condicionado, mas outras ainda funcionam com ventilador. “O compromisso da prefeita é climatizar todas as escolas da rede municipal”, revelou.

Expansão da rede – A rede municipal possui 76 escolas e 26 anexos, que juntos perfazem 102 prédios mantidos pelo município. Com a expansão da rede municipal passaram ocupar os postos de saúde e CRAES que estavam abandonados em alguns bairros da capital, para garantir a matrícula de 25.060  alunos na rede municipal de ensino. Como resultado desta política educacional, o município tem 10.105 alunos na pré-escola, 9.207 no ensino fundamental, 4.884 nas creches e 717 alunos no programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Destacou que os agentes de saúde e endemias foram convocados para auxiliar neste trabalho de resgate social dos alunos que estão fora da escola. “Agora estamos envolvendo todas as Secretarias para a busca ativa daqueles alunos que estão fora da escola, por problema de desestruturação familiar ou questões sociais”, comentou.

Para garantir a segurança dos alunos matriculados na rede, a Seme já fez o seu Plano de Segurança e Combate a Incêndio, que contará com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar para capacitar as Brigadas de servidores que estarão de prontidão para atender as emergências. Como medida de prevenção serão instalados hidrantes em todas as escolas grandes e extintores de incêndio nas escolas menores, inclusive o piso será sinalizado e instalado sistema de alarme para garantir que o espaço público possa ser evacuado, sem colocar em risco a vida das crianças e adolescentes matriculados. “Vamos realizar simulações para que os alunos saibam os caminhos que devem percorrer em um caso de emergência”, comentou.