Em menos de 20 dias é a segunda vez que posto de combustível em Bujari é assaltado

Em menos de 20 dias posto de abastecimento do município de Bujari é assaltado e proprietário denuncia que a secretaria de segurança abandonou o município. Na hora do crime a polícia militar não pode fazer nada porque a única viatura do município estava atendendo outra ocorrência. A delegacia está praticamente fechada, pois não existe um delegado para atuar no município.

As câmeras de segurança do posto mostram a violência e a audácia dos bandidos. Por volta das 21:10hrs dessa segunda-feira dois homens chegam em uma moto como se fossem clientes comuns. Quando o frentista foi atender, um dos homens sacou uma escopeta. A dupla leva o trabalhador e outra pessoa que estava no posto até a conveniência onde havia um cofre.

Como o funcionário não tinha o segredo, os bandidos foram até uma casa que fica nos fundos do posto onde o gerente mora. Ao entrar na casa eles agrediram o trabalhador. Roubaram celulares, joias, e R$ 380,00. Antes de saírem do posto as imagens mostram os bandidos tentando ligar uma das bombas. Segundo o proprietário do Posto, Francisco Dantas, eles queriam jogar gasolina no chão e atear fogo em tudo, por sorte não conseguiram ligar a bomba, pois as chamas poderiam causar uma grande explosão.

Como não conseguiram, pegaram a motocicleta seminova do frentista e deixaram para traz a moto que chegaram ao posto.

O empresário reclama que no município de Bujari não existe segurança. “A delegacia tem apenas um servidor. Há muito tempo não tem um delegado, a Polícia Militar tem apenas uma viatura, estamos esquecidos, jogados a própria sorte nessa cidade”, reclamou.

Em menos de 20 dias é a segunda vez que o posto que fica as margens da BR364 é assaltado. Em Bujari é o único local de abastecimento de combustível. O empresário agora está com medo de abrir o estabelecimento no período noturno e voltar a correr riscos.