Encontro decide manter aulas presenciais suspensas e escolas fechadas no estado

Está definido. As aulas presenciais da rede pública estadual de ensino continuam sem previsão de volta. O Fórum Estadual de Educação, realizado agora à tarde, sob a direção do secretário Mauro Cruz, decidiu não dar o aval para a ideia de retornar as aulas presenciais no Acre em setembro e decidiu que elas continuem suspensas por tempo indeterminado.

O secretário de Estado de Educação, Mauro Sérgio, ponderou que a decisão avalia que ainda não há condições para o retorno dos alunos às salas de aula, e que o foco é passar segurança aos estudantes, aos profissionais e seus familiares.

O Fórum decidiu reavaliar a previsão da secretaria que pensava, originalmente, na volta às aulas em 8 de setembro, porém, o colegiado argumentou que a aglomeração de alunos poderia ocasionar em um número maior de contaminados pelo novo coronavírus no estado.

Essa era a posição demonstrada por um grupo importante de professores, com apoio do SINTEAC e até mesmo a ideia do secretário adjunto Moisés Diniz, que a defendeu em artigo e em suas publicações nas redes. O secretario Mauro Cruz se absteve antes de expressar sua opinião pessoal, como árbitro das decisões do colegiado, mas acatou imediatamente a posição tirada na reunião.

Nesta segunda, o Acre registrou 373 novos casos de Covid-19, amento grande, que pode ser atribuído à divulgação de testes, que estavam com resultado suspenso, e ultrapassou os 20 mil (20.339) infectados pela doença. O número de mortes é de 539. Os dados são do boletim da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).