Forças Federais devem ajudar na segurança do pleito deste ano

Cezar Bestene

O diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) Jônathas Santos Almeida de Carvalho admitiu que nas  localidades que não for possível o governo do estado dar o apoio necessário, a segurança no dia das eleições deverá  ser realizada pelas tropas federais.  Afinal, no pleito passado 11 municípios acreanos foram contemplados com um contingente de soldados do Exército para garantir a tranquilidade do pleito eleitoral.  Os municípios acreanos de Rio Branco, Bujari, Porto Acre, Sena Madureira, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Brasileia, Epitaciolândia, Assis Brasil, Feijó e Senador Guiomard, tiveram a segurança reforçada por Forças Federais. 

A justiça eleitoral conta com 1.924 Seções Eleitorais espalhadas pelos 22 municípios acreanos, no pleito de 2018. Os eleitores contaram naquela ocasião com 728 locais de votação, pois a 9ª Zona Eleitoral foram disponibilizadas  789 Seções, enquanto as Seções de difícil acesso chegam em torno de 130 Seções, no pleito passado. 

Desde a semana passada que começou as convenções partidárias que vai até essa quarta-feira (dia 16), mas o prazo máximo para confirmação das candidaturas vai até o dia 26 deste mês, conforme o calendário eleitoral. Os candidatos que até esta data não tiver o pedido de registro deferido,  poderá começar a fazer a sua campanha para o cargo de majoritário ou proporcional.  Por enquanto, está proibido aglomerações em virtude da pandemia do coronavírus.

Deverá ser  permitida  a manifestação individual e silenciosa dos eleitores inclusive o uso de camiseta do candidato predileto. Porém, será vedada a manifestação coletiva,  abordagem, aliciamento e a utilização de métodos de persuasão ou convencimento dos eleitores, inclusive a distribuição de camisetas de candidatos ou coligações.