Gladson e Nicolau em palanques diferentes em Cruzeiro do Sul

O governador Gladson Cameli e o presidente da Assembleia Legislativa, seu aliado, vão estar em palanques diferentes na eleição para a prefeitura de Cruzeiro do Sul. O governador decidiu apoiar Fagner Sales (MDB), enquanto Nicolau fechou a coligação do Progressistas com o PSD, com Zequinha Lima na cabeça de chapa e com Henrique Afonso como vice. O ex-vice-prefeito Zequinha Lima (Progressistas) teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) junto com Ilderlei Cordeiro, mas não perdeu os direitos políticos.

O deputado Nicolau Junior tinha esperanças de levar o governador para o apoio à sua construção política junto com o senador Petecão. Mas Gladson manteve o apoio a Fagner Sales, Esta posição já vinha sendo preparada há semanas e foi fruto de uma conversa com o senador Márcio Bittar (MDB). O parlamentar já teria sido avisado da decisão do governador, assim como a deputada federal Jéssica Sales (MDB), irmã do pré-candidato que terá o apoio do governador, que ostenta aprovação de 80% da população do município. O anúncio oficial deve acontecer nos próximos dias. Além de Cruzeiro do Sul, Gladson apoiará outra candidatura do MDB, a da ex-prefeita e ex-deputada estadual Leila Galvão em Brasiléia.

Já o deputado Nicolau Júnior (Progressistas) participou terça-feira (25), da reunião que definiu a composição da chapa majoritária para prefeito de Cruzeiro do Sul. Após entendimentos entre PP e PSD, os nomes definidos foram: Zequinha Lima para prefeito e o professor Henrique Afonso para vice-prefeito.

A decisão está avalizada pelo Diretório Municipal do Progressistas e do PSD, que agora iniciam o trabalho de concretização aliança que poderá ter até 10 partidos coligados para a disputa do pleito.