Governador solicita e Bolsonaro atende enviar mais vacinas, carro fumacê e ações na fronteira

O governador Gladson Cameli listou uma série de medidas emergenciais a serem tomadas no Acre com o apoio do governo federal e, ainda na noite de domingo, e o presidente Jair Bolsonaro encaminhou pedido de solução para os Ministério da Saúde e da Casa Civil. Ele autorizou na noite ações contra a Pandemia da Covid, a epidemia de dengue, em socorro às famílias desabrigadas pela cheia dos rios no Acre e para conter a crise migratória na fronteira com o Peru.

Entre as medidas autorizadas está a transferência de pacientes com Covid para outros estados e a chegada de mais vacinas.

O governador solicitou ainda mais UTI´s e mais usinas de oxigênio. Bolsonaro garantiu que, amanhã, terça-feira 23, à noite chegarão mais doses de vacina, em maior quantidade. Com isso, o governador espera ampliar o público que será imunizado de imediato.

Uma equipe do Ministério da Saúde está vindo ao Acre para dar apoio à questão migratória e deve se deslocar até Assis Brasil. Gladson ainda pediu, com promessa de ser atendido, prioridade para a construção de abrigos para os migrantes, evitando a proliferação da Covid, dengue e leptospirose.

Ainda estão na lista de prioridades do estado a pulverização contra o mosquito transmissor da dengue, zika e Chikungunya e o governo federal deve enviar um carro fumacê.

O governo do estado detalha ainda hoje as medidas imediatas autorizadas e que serão adotadas de imediato. O presidente Bolsonaro chaga quarta-feira, dia 24 ao estado.