Governador viaja para integrar caravana de Bolsonaro que chega na quarta-feira ao Acre

A convite do presidente Bolsonaro, o governador Gladson Cameli foi hoje a Brasília e volta ao Acre amanhã, fazendo parte da comitiva oficial do presidente. O convite foi feito por meio do senador Márcio Bittar (MDB), que ligou para Cameli com a decisão do presidente.

Cameli retorna ao Acre quarta-feira, 24, com chegada prevista para as 9h30min, junto com o Presidente que vai sobrevoar áreas alagadas. A previsão é de que Bolsonaro, além da ajuda os alagados, para a qual destinou R$ 450 milhões a serem divididos por todo o país, poderá anunciar que o Acre será priorizado na vacinação contra a Covid-19. A expectativa é que o Estado receba nos próximos dias mais de 400 mil doses.

Outro assunto que deve impactar a agenda, além dos problemas imediatos do estado é o preparativo para a inauguração da ponte do Abunã, marcada para o fim de março.

O governador pediu ontem, de forma especial, a assistência do Ministério da Saúde em insumos, pedindo insumos, profissionais e Infraestrutura para enfrentar a pandemia que está se acelerando no estado e um reforço de R$ R$ 100 milhões para custear as despesas com a saúde até dezembro. O governador deu entrevistas dizendo que o Acre só tem dinheiro para mais três meses de enfrentamento à COVID.

Antes de viajar, o governador postou na rede o convite recebido e manifestou seu otimismo com o resultado da vinda do presidente.