Governo entrega mais de 200 títulos definitivos a moradores

Governador Gladson Cameli participou da entrega dos documentos que vão possibilitar a regularização a centenas de famílias

Quarenta e três anos. Esse foi o tempo que passou na vida da autônoma Francisca Eronita Macedo da Silva, de 54 anos, até que ela recebesse, nesta segunda-feira, 15, o título definitivo da sua propriedade, uma pequena casa de quatro cômodos, sala e cozinha no bairro João Rodrigues, em Senador Guiomard (município a 25 quilômetros de Rio Branco).

Nesta segunda, o governador Gladson Cameli, o presidente do Instituto de Terras do Acre, Iteracre, Ismael Machado, e o prefeito de Senador Guiomard, Gilson da Funerária entregaram títulos definitivos a 209 famílias dos bairros Amoty Pascoal e João Rodrigues, onde há mais de quatro décadas foram criados bolsões desordenados de aglomerações urbanas, que se tonaram bairros, mas nunca tinham sido legalizados. Agora, eles terão segurança jurídica e poderão captar investimentos para reformar ou até comercializar a propriedade.

(Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Uma grande festa foi organizada pelos moradores e pela Prefeitura de Senador Guiomard para receber o governador Gladson Cameli e a equipe do Iteracre, com a presença de lideranças políticas, de associações de classe e moradores de ambos os bairros.

Gladson optou por um discurso em que reafirmou o objetivo do Governo do Estado por valorizar as populações dos municípios. “E aqui não haveria de ser diferente. Começamos por recuperar a [rodovia] AC-40 com uma grande operação tapa-buracos desde Rio Branco, e a operação Ombro a Ombro, de recuperação de ramais. Agora, depois da entrega desses títulos, se preparem para mais uma grande intervenção que será a iluminação de todo o trajeto da AC-40 até a capital”, antecipou o governador, arrancando aplausos de mais de 300 pessoas presentes ao evento.

(Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Os dois bairros sugiram depois da necessidade de habitação por parte de centenas de pessoas, a maioria recém-chegada do Nordeste do país para trabalhar no extrativismo vegetal.

Foi então que Itamar Pascoal, morador de Senador Guiomard, organizou a ocupação nas terras que mais tarde, na década de 1990, foram indenizadas pelo então governo Romildo Magalhães ao proprietário e entregues à família. Desde então, o bairro passou a se chamar Amoty Pascoal, uma homenagem à mãe de Itamar e sogra da hoje deputada federal Wanda Milani, que estava na solenidade.

Participaram também da entrega dos títulos os deputados Meire Serafim e José Bestene, o representante do gabinete da senadora Mailza Gomes, Eqnoque de Jesus, o vice-presidente da Câmara de Vereadores de Senador Guiomard, Fabrício Lima e o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim.

(Foto: Marcos Vicentti/Secom)

De Araripina para Senador Guiomard

Francisca Eronita da Silva, moradora beneficiada com o título, lembra com orgulho do pai, Aurélio Pereira da Silva, de 82 anos, chegando com ela e seus onze irmãos para morar no bairro João Rodrigues.

“Fugíamos da seca severa em Araripina, Pernambuco”, diz ela. “Eram dias terríveis de fome e sede, algo que só acabou quando chegamos aqui”, se recorda.

(Foto: Marcos Vicentti/Secom)

O pai, ainda vivo, hoje ajuda a manter um canteiro de hortaliças no quintal de casa. Os irmãos se dispersaram pelo mundo. Ela ficou. Casou, teve quatro filhos com o esposo, João da Silva Brandão, de 62 anos.

Nesta segunda, recebeu o título de propriedade das mãos do governador Gladson Cameli. Sorriu com orgulho pelo ato. “Agora posso dizer que a terra é realmente minha”.