Governo lança edital de R$ 40 milhões em investimentos na produção

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), lança no Diário Oficial desta sexta-feira, 3, edital de R$ 40 milhões para investimentos nas cadeias produtivas da borracha, castanha, frutíferas, pecuária leiteira e suinocultura.

As associações e cooperativas que organizam os trabalhadores rurais terão, a partir de hoje, até o dia 17 de abril para entregar os planos de gestão. Cada família agricultora receberá U$ 10 mil (dez mil dólares, que atualmente equivale a R$ 31.372), por meio de subvenção econômica, que poderão ser aplicados nas mais diversas ações dentro das cadeias produtivas listadas.

São elas a aplicação em treinamento técnico, plantio de mudas e estruturação de terreno, mecanização, entre outras, porém, apenas em áreas já degradadas. Durante o período de realização dos projetos, os técnicos da Seaprof continuarão a prestar assistência para os grupos organizados e agricultores.

Com isso, o governo do Estado põe à disposição do trabalhador rural e moradores das florestas uma alternativa para garantir suas rendas, mantendo a preservação ambiental. O investimento é parte do Plano Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre (PDSA).

Setor que produz no Acre

Desde 2011, o governo Tião Viana tem depositado no setor produtivo grandes investimentos e apoio organizacional, seja para implementação de indústrias agroflorestais ou no desenvolvimento de atividades para o agricultor familiar. Ao todo já foram alocados para o setor mais de R$ 500 milhões de reais, sendo que só em 2017 serão investidos R$ 75 milhões.

Fruto disso, além da consolidação do modelo econômico sustentável do estado, é a evolução da renda da população acreana. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a renda per capita no estado aumentou para R$ 761.

É visível esse impacto nas famílias rurais do Acre. Então entrega de equipamentos na última quinta-feira, 2, o agricultor Reinaldo da Silva, da comunidade Fé em Deus, de Epitaciolândia, agradeceu o olhar que o atual governo tem para com sua classe: “Este governo acredita no produtor rural. Ele acredita que a gente consiga trabalhar junto para nossa economia crescer”, disse Silva ao governador Tião Viana.