Governo realiza alinhamento de ações de retorno da Educação

O governador Gladson Cameli se reuniu na tarde desta quinta–feira, 16, no Palácio Rio Branco, com o secretário de Estado de Educação Mauro Sérgio Cruz e o secretário adjunto Moisés Diniz, para o alinhamento de ações referentes ao segundo semestre letivo.

Participaram também da reunião os secretários de Saúde, Aliysson Bestene; do Planejamento, Ricardo Brandão; da Fazenda, Raymson Bragado; e o procurador-geral do Estado, João Paulo Setti, os quais contribuíram com a discussão.

O secretário Mauro Sérgio Cruz e o governador Gladson Cameli, preocupados com o possível retorno às aulas presenciais, abriram uma roda de conversa com secretários para definir ações referentes ao quadro de professores permanentes e provisórios, processo seletivo dos professores indígenas, merenda escolar, uni-formes escolares e questões buro-cráticas de repasses de recursos.

O governador Gladson Cameli reafirmou o compromisso em oferecer duas refeições para os alunos do Estado e a distribuição de uniformes escolares: “Vocês não têm noção do bem que es-tamos fazendo a essas crianças, nunca passei fome, mas quem já passou, nunca esquece de uma situação dessa na vida”, concluiu.

Devido à pandemia, os concursos dos professores provisórios e indígenas foram prejudicados e estão sendo planejadas estratégias para resolver essas questões e não ter problemas no retorno às aulas presenciais.

O secretário Mauro falou com muito entusiasmo sobre o trabalho que a SEE está desenvolvendo com o programa Escola em Casa, e falou, também, da preocupação com a suspensão dos processos seletivos para professores. “Eram mais de 11 mil candidatos para esse processo, mas com a pandemia não tem como fazer as provas e ainda temos prazos a cumprir”, declarou.

Investimentos na Educação

Mesmo durante a pandemia, 191 escolas passaram por obras de reforma ou manutenção, sendo escolas rurais, indígenas e urbanas. Mais da metade das escolas já foram reformadas, ampliadas, tiveram suas estru-turas melhoradas, pintadas, climatizadas, sempre visando o melhor acolhimento da comunidade escolar.

Além dos investimentos na estrutura física das escolas, os estudantes tiveram direito a duas refeições, uniformes, professores capacitados, mais computadores nas escolas e novos ônibus escolares, entre outros investimentos.