Ideb é foco de projeto desenvolvido na SEE

Para garantir a elaboração e implementação de ações estratégicas voltadas para o desempenho das escolas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio da Diretoria de Ensino, do Departamento de Educação Básica e do Departamento de Educação do Campo, desenvolveu o Projeto Ideb em 2019.

O projeto tem como foco a melhoria dos níveis de aprendizagem dos alunos do ensino fundamental, em relação às competências e habilidades em leitura e resolução de problemas matemáticos.

Com o investimento da SEE em materiais distribuídos pela Equipe Moderna, empresa do grupo espanhol Santillana, foram adquiridos livros didáticos destinados aos estudantes e professores, do 1º ao 9º ano do ensino fundamental; ambiente virtual de aprendizagem; sistema de avaliação que inclui simulados; jogos virtuais educativos; guias de orientação e recursos didáticos para os educadores; plataforma virtual para gestão e monitoramento das aprendizagens; e plano de assessoria pedagógica personalizado.

De acordo com o secretário Mauro Sérgio Cruz, é importante investir no ensino fundamental para que os alunos melhorem seu aprendizado e não se encontrem futuramente em um ensino médio fragilizado. “Acredito que podemos sempre melhorar. O professor acreano é competente e com um bom material o resultado será muito positivo para o nosso estado. É começando hoje que lá na frente todos ficarão satisfeitos com os resultados”, afirma.

No mês de setembro, foi realizado o Seminário de Implantação do Projeto Piloto Ideb por meio de uma live no Youtube. O momento contou com as participações do secretário de Estado de Educação (SEE), Mauro Sérgio Cruz, da diretora de Ensino, Denise dos Santos e das representantes da Equipe Moderna, Damaris Santos e Sulamita Lima. A live foi direcionada especificamente aos gestores escolares, coordenadores de ensino do Ensino Fundamental, professores do Ensino Fundamental Anos Iniciais e Ensino Fundamental Anos Finais dos componentes curriculares Língua Portuguesa e Matemática e seus coordenadores pedagógicos.

Inicialmente, o projeto está sendo adaptado para atender alunos e professores de Rio Branco, da rede estadual, área urbana. As ações vêm sendo adotadas para futuramente atender outros municípios.