Inflação no Acre em setembro é o dobro da média nacional

A inflação média medida no mês de setembro no Acre é o dobro da média nacional segundo pesquisa de índice de preços ao consumidor, realizada pelo IBGE. No Acre houve aumento pela terceira vez consecutiva e, setembro fechou com 1,16%, enquanto a média nacional foi de 0,64%.

O consumidor já vinha reclamando da alta dos preços de alguns produtos da cesta básica. O que era sentido no bolso o IBGE transformou em números/. A pesquisa do IBGE apontou que entre os estados, a inflação medida no Acre é uma das mais alta do país.

Quem impulsionou esse aumento foram 3 produtos essenciais da mesa: o arroz com reajuste que chegou a 14,84%; O óleo de cozinha com 29,03% e a carne com 7,09%/. Tem ainda a gasolina que foi o segundo item que mais pesou nas contas dos acreanos, o aumento chegou a 2,73%.

No quesito geral, alimentação e bebida corresponderam a 3,45% da inflação no Acre e o transporte, onde entra a gasolina, com 1,25%.

Segundo Cledson Jardim, chefe da pesquisa de índices de preços, os últimos três meses o estado vem atravessando uma crise com a alta dos produtos, empurrando os índices de inflação para cima. “Basta verificar os números para notar a dificuldade cada vez maior para a pessoa que tem um salário menor comprar os alimentos e outras necessidades. Em agosto a inflação no estado não estava nem 1%, agora já passamos esse número”, advertiu.

Muitos consumidores mudaram os hábitos na hora da compra ou até reduziram a quantidade de produtos que levavam para casa. É que encher o carrinho de compras e conseguir pagar não é tarefa fácil.