Júri absolve acusados pela morte de músico Raimundinho do Cavaco

Músico Raimundo do Cavaco e Ronilton da Silva Queiroz foram mortos em maio de 2019 em Rio Branco. Foto: G1

Os dois homens presos no ano passado, acusados pela morte do músico Raimundinho do Cavaco, em 26 de maio, no bairro Santa Inez, foram absolvidos depois seis horas de julgamento.

A dupla Adão Oliveira Souza e Jamesson Oliveira Souza, foram apontados à época como os responsáveis pelo crime. Na verdade, respondiam pelo duplo homicídio, já que, além de Raimundinho, foi morto também, Ronilton da Silva, conhecido como cabeça.

A defesa dos acusados conseguiu provar que a polícia civil durante a fase de inquérito não reuniu material de prova suficiente para comprovar a autoria dos crimes. Com isso, o corpo de jurados decidiu pela absolvição.

Raimundinho foi morto quando chegava numa banca de churrasquinho que ficava próximo a sua residência. Na hora na compra dois homens chegaram armados para matar o dono da banca. Quando cabeça viu a movimentação usou Raimundinho como escudo humano. O músico levou dois tiros fatais. Cabeça também foi assassinado.

Quem participa semanalmente do forró do senadinho, no centro de Rio branco, conhece bem quem foi Raimundinho do cavaco.

O músico foi um dos idealizadores do projeto responsável pela alegria de centenas de idosos. Mas, em 26 de março do ano passado as notas do músico foram silenciadas.