Justiça confere medida protetiva a Duda Reis contra Nego do Borel

Os pais da influencer também foram contemplados com a proteção concedida pela juíza Danielle Galhano Pereira da Silva

A Justiça conferiu a Duda Reis, na última quinta-feira (14), medidas protetivas de urgência contra o ex-noivo, Nego do Borel. De acordo com as advogadas da influencer, Izabella Borges e Gizelly Bicalho, o cantor está proibido de se aproximar, estabelecer contato, frequentar locais nos quais ela e sua família estejam. Além disso, foi suspendido também a licença para porte/posse de arma de fogo do cantor.

“A decisão judicial traz aspectos inovadores no tocante à proteção integral da mulher, pois proíbe o compartilhamento de imagens e vídeos íntimos de Maria Eduarda, além de impedir que Leno “marque” o nome da vítima e de seus familiares em postagens nas redes sociais ou envie mensagens e comente em suas postagens”, ainda segundo a nota divulgada pelas advogadas de defesa.

De acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo, o inquérito tramita em segredo de Justiça.

A determinação concedida pela juíza Danielle Galhano Pereira da Silva aconteceu após Duda fazer um boletim de ocorrência na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), na quinta-feira (14), alegando lesão corporal, violência doméstica, estupro de vulnerável, ameaça e injúria e encaminhado à 2ª DDM.

Nas redes sociais, Nego do Borel assumiu que traiu a ex-namorada, porém não comentou sobre os episódios de agressão, estupro e ameaça. “Tem saído muitas mentiras a meu respeito. Coisas que tem me deixado triste, mas não vou ficar discutindo e sim provar a minha inocência”, afirmou o cantor.

Duda Reis conta que Nego do Borel a agredia desde fevereio de 2018.