Mais 500 cestas básicas são entregues pelo Sistema Fecomércio/AC em Cruzeiro do Sul


publicidade

O Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, por meio do Programa Mesa Brasil, distribuiu na segunda, 6, mais 500 cestas básicas para famílias de baixa renda, cadastradas na Secretaria de Assistência Social. O recurso para aquisição dos alimentos foi proveniente de doações realizas ao Projeto Fome de Música do Sistema Fecomércio do Distrito Federal.

A distribuição das cestas seguiu as normas estabelecidas pelos órgãos de saúde para que os beneficiados e voluntários envolvidos na ação pudessem estar livres dos riscos de contaminação.

A gerente do Sesc Cruzeiro do Sul, Laura Aguiar, explicou que medidas foram tomadas para que as entregas fossem realizadas de forma segurança aos envolvidos. “Contactamos os parceiros que já vinham trabalhando na Campanha Solidaria. A Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social, indicou os beneficiários, e a Associação Comercial cedeu o espaço para que pudéssemos trabalhar com todo cuidado. Mantivemos o distanciamento das pessoas, exigimos uso de máscara e distribuímos álcool em gel”.

Ilderlei Cordeiro, prefeito de Cruzeiro do Sul, agradeceu a parceria e ajuda da Fecomércio ao município neste momento de pandemia. “As famílias estão precisando, pedir para que fiquem em casa em isolamento é uma coisa, mas e o alimento? Esta ajuda é muito importante, quero agradecer esta ajuda a nossa cidade, esta parceria Fecomércio e Prefeitura é muito importante”.

Luís Cunha, presidente da Associação Comercial do Alto Juruá, instituição parceira da Campanha Solidaria no município, explicou que o empresariado local foi muito receptível ao convite Fecomércio na adesão da ação. “Primeiro com os pontos de coletas disponíveis em seus estabelecimentos e especialmente com doações diretas que os empresários fizeram de alimentos”, explicou.

Uma das beneficiadas foi a dona de casa Cristiane Rodrigues da Silva, desempregada e mãe de três filhos disse que a ajuda veio no momento certo. “Moro de aluguei social e estava sem nada em casa e esta ajuda foi muito boa para mim e para meus filhos, só tenho a agradecer”.