Mais Médicos: 2.545 vagas não foram preenchidas, após fim de 1º prazo

Das 8.517 vagas do Mais Médicos abertas pelo governo federal para substituir os médicos cubanos que deixaram o programa, ainda restam 2.545 a ser preenchidas. Até a manhã de 4ª feira (19.dez.2018) 5.972 médicos se apresentaram ou iniciaram suas atividades.

Reprodução Opas/ OMS

O número é bem inferior ao 8.411 médicos brasileiros que se inscreveram nesta 1ª fase. Ao todo,  10.205 profissionais manifestaram interesse em participar do programa, entre brasileiros e estrangeiros.

O prazo para que brasileiros com registro nos CRMs (Conselhos Regionais de Medicina) se apresentassem acabou na 3ª feira (18.dez). Os dados preliminares são de 1 levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde na manhã desta 4ª feira (19.dez.2018).

Segundo o órgão, a data de início das atividades é definida com os responsáveis dos postos de atendimento médico.

O Ministério da Saúde disse que depois que todos os profissionais estiverem alocados, será divulgado outro levantamento para contabilizas as vagas em aberto e as desistências. Nos dias 20 e 21 de dezembro, as vagas remanescentes serão ofertadas de novo aos profissionais com registros nos CRMs.

O prazo de envio da documentação dos médicos brasileiros e estrangeiros formados no exterior acabou no último dia 16. O ministério informou que a documentação dos inscritos ainda está em análise, conforme previsto no edital.

Nos dias 27 e 28 de dezembro, os profissionais brasileiros formados no exterior terão acesso ao sistema para escolherem as vagas em aberto. Posteriormente, nos dias 3 e 4 de janeiro de 2019, os médicos estrangeiros terão a mesma oportunidade.