Mais oito mortes por covid-19 e quase 270 pessoas infectadas

Cezar Negreiros

Acre registra mais oito mortes de covid-19 e 269 novos casos da doença, nas últimas 24 horas. São seis pessoas de Rio Branco, uma de Senador Guiomard e outra de Cruzeiro do Sul, com idades entre 54 e 83 anos. O estado contabiliza agora 351 mortes e quase 13 mil infectados, segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre).

Há 10 dias para completar três meses que registrou a primeira morte por causa da doença, a mortandade já ultrapassou os 100 casos do que estava previsto para chegar em setembro (250 óbitos). Em apenas quatro semanas já foram registradas quase 200 mortes, enquanto nos dois meses anteriores somava apenas 148 óbitos por causa da doença.

Cerca de 40 mortes e 1.270 pessoas contaminadas nos últimos cinco dias, na semana anterior tinha 33 óbitos e 1.345 casos da doença. O Acre registrava apenas 153 casos de covid-19 e cinco mortes até o dia 17 de abril deste ano, mas no último dia 17 de maio contabilizava 1.867 casos e 59 óbitos e no último dia 17 de junho somava 10.339 infectados e 281 mortes.
Marcos Antônio Teixeira que trabalhava no gabinete da Prefeita Socorro Neri, depois de lutar pela vida num leito de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (INTO-AC), não resistiu a enfermidade e faleceu na noite da última sexta-feira (dia 26). Estava internado na unidade hospitalar por 30 dias após o exame sorológico apontar que tinha sido infectado pela doença. A prefeita Socorro Nery emitiu nota de pesar lamentando a morte do servidor municipal. “Pessoa agradável, educada e sempre sorridente. Era estimado por todos que tiveram o privilégio de ser relacionar diariamente com ele”, destacava a gestora municipal.

O familiares do paciente José Aparecido, internado no Hospital Santa Juliana fizeram questão de comemorar a data do seu aniversário no estacionamento da unidade hospitalar. A equipe de humanização com a autorização da médica permitiu que Aparecido sentado numa cadeira de roda e uma balão de oxigênio pudesse acompanhar a manifestação de afeto dos parentes. A manifestação aconteceu a distância, mas mediante a todos cuidados higiene e distanciamento dos familiares que chegaram a soltar balões para demonstrar o quanto José Aparecido é importante.