Mais reações contra presença de Bruno no Acre, RBFC confirma que manter contratação


publicidade

Ainda causa forte reação na sociedade acreana a anunciada contratação do goleiro Bruno pelo Rio Branco F. C. O presidente da agremiação confirmou agora à tarde que vai manter o acordo firmado com o goleiro, mesmo diante da reação que vem sofrendo, perdendo patrocínios e vendo associados se afastarem do clube.

Para Neto Alencar, a justiça autorizou o trabalho do jogador e isso basta para ele. Diz que é um homem de palavra e que não voltará atrás. Mas essa é uma posição que vem merecendo repúdio de muitas entidades e pessoas.

A Ordem dos Advogados do Acre divulgou nota oficial de repúdio, em que aponta que “Campeão nas estatísticas de violência de gênero, o Estado do Acre e as mulheres acreanas não merecem mais esse golpe! Um acinte à causa das mulheres e à violência que campeia o nosso estado.”

Na nota, a OAB aponta que “Bruno ainda cumpre sua pena e ainda pesa sobre ele a acusação da ocultação do corpo de sua vítima, essa sim, impossibilitada de qualquer “segunda chance”. Trata-se de um feminicídio bárbaro, cometido com requintes de crueldade, por quem era ídolo. Não se pode admitir encarar com naturalidade vê-lo ser reinserido através do esporte que o consagrou, quando era ovacionado nos gramados do País”, Diz a notam assinada pela Comissão da Mulher Advogada da OAB/AC e pelas conselheiras seccionais da OAB/AC que “é preciso observar com atenção os discursos de igualdade de gênero e não mostrar tolerância com situações deste jaez. A elevação de uma figura com passado tão nefasto à condição de ídolo exercerá, com toda certeza, influência negativa e perniciosa em nossas crianças e nos próprios homens, já que aqueles com viés agressor poderão se sentir encorajados e apoiados em seus atos violentos e ideias machistas. É um preço pesado demais a ser suportado. Por isso, a contratação pode ser encarada como um desrespeito para com todas as mulheres acreanas, em especial aquelas que foram ou são vítimas de violência doméstica”

Técnica feminina pede demissão

A treinadora da equipe feminina do Rio Branco, a ex-vereadora Rose Costa, anunciou que pediu demissão em protesto contra a contratação do jogador. Diz ela, nas redes sociais que “Deixo minha gratidão pela oportunidade, mas preciso esclarecer também que minha história de vida como mulher e profissional me impendem de permanecer no Rio Branco”.

Entretanto, sites e páginas da Internet que publicam enquetes sobre a conveniência da presença do jogador no Acre apresentam resultados equilibrados, com leve tendência para rejeição. Mesmo assim, fica provado que este é um tema que divide a sociedade acreana.