‘Mulheres com Bocalom e Marfisa’ ganha as ruas

Com o objetivo de conscientizar sobre a importância da realização da mamografia, exame preventivo para detectar o câncer de mama, as mulheres apoiadoras de Tião Bocalom (Progressistas) e Marfisa Galvão promovem neste domingo, 11, no Lago do Amor, um evento em alusão ao Outubro Rosa, mês que busca fortalecer as ações de prevenção contra a doença que deve afetar 66.280 mulheres neste ano, conforme estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Durante a ação, intitulada pelas organizadoras como “Mulheres com Bocalom e Marfisa”, uma carta com reivindicações será entregue ao futuro prefeito de Rio Branco, pedindo melhorias no atendimento à saúde preventiva, o fim da burocracia para o agendamento de consultas, o fim da demora para a realização dos exames, o atendimento noturno nos postos para atender as mulheres que trabalham durante todo o dia e o desenvolvimento contínuo da campanha ao longo dos 12 meses do ano.

Segundo o Inca, a doença é o segundo tumor que mais atinge mulheres no Brasil. A estimativa é de que cerca de oito mil pacientes, com menos de 40 anos, acabem necessitando de tratamento.

A data do evento, dia 11, também faz alusão ao número do candidato a prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom e Marfisa, buscando massificar a ação em prol da campanha.

Marfisa destaca a importância do movimento que busca apresentar reivindicações que deverão beneficiar todas as mulheres. “Vamos nos reunir no Lago do Amor para lembrar a importância da prevenção ao câncer de mama.

O movimento Mulheres com Bocalom e Marfisa elaborou o evento que busca melhorias na saúde pública de Rio Branco, e convida às pessoas a se vestirem de rosa ou branco. “Estamos felizes com o engajamento das mulheres na nossa campanha, é muito importante a participação das mulheres na construção desse projeto, pois são elas que sabem das suas necessidades e sentem na pele a dificuldade”, enfatizou Marfisa. De acordo com Bocalom, a campanha também pensa inteiramente na responsabilidade social, segue os critérios da OMS. (Assessoria)