Neném Almeida cobra votação de projeto que reduz salários de deputados

O deputado estadual Neném Almeida está preocupado com a falta de decisão da Assembleia legislativa em votar projeto que reduz salário dos deputados por 90 dias, como forma de mostrar solidariedade e apoio à luta contra o COVID 19. O deputado é um dos integrantes da Comissão de Constituição e Justiça que votou por unanimidade de modo favorável à aprovação do tema.

“Fizemos a nossa parte em votar o projeto de autoria do deputado Wagner Felipe, que autoriza a redução dos nossos salários em 50%, mas agora dependemos da vontade da Mesa-Diretora de colocar a matéria na pauta do dia da Assembleia Legislativa do Acre”. Assim, Neném Almeida, vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça demonstra que a população acreana ainda espera por um gesto de generosidade dos pares da Casa.

Deputado estadual Neném Almeida. Foto: Aleac.

Ele destacou que proposta aprovada na CCJ por três votos favoráveis, permitirá a alteração da Resolução nº 211/2018, que autoriza a redução salarial dos deputados por um período de 90 dias, inclusive a suspensão de diárias por 180 dias, para que os recursos arrecadados pela Aleac possa ser destinados ao combater a pandemia do coronavírus. “Acredito que os recursos arrecadados poderão ser usados para aquisição de cestas básicas para atender as famílias que estão em situação de vulnerabilidade social”, ponderou o deputado sem partido.

O salário base de um deputado é hoje, diz Neném, em torno de R$ 18 mil e, como são 24 parlamentares, o desconto poderá garantir uma receita mensal de R$ 204 mil por três meses, em um total de R$ 612 mil que poderiam ser destinados para a segurança alimentar de centenas de famílias.

Apesar da proposta de boa ação da Assembleia, o projeto ainda encontra alguma resistência entre os deputados, a exemplo do deputado Jonas Lima, do PT, que diz que essa redução “não vai resolver o problema do povo”.