Parceria abre mercado boliviano para carne suína acreana

untitled-2

Após uma visita de inspeção realizada por técnicos e autoridades de alto nível do Ministério de Desarrollo e Tierras da Bolívia ao projeto Dom Porquito, em Brasileia, ampliaram-se as possibilidades de intercâmbio e comércio entre os dois países pela fronteira comum do Acre e de Pando. Com o aval do ministro boliviano, César Cocarico, será avaliada a viabilidade da implantação de parcerias comunitárias para criação e engorda de suínos nas áreas fronteiriças do lado boliviano, a serem absorvidas pela empresa acreana para abate.

A fim de facilitar esse intercâmbio, deve haver uma flexibilização no controle sanitário na região, mas seguindo rígidos protocolos de saúde animal.

O ministro Cocarico esteve recentemente no Brasil e, em Barretos, no estado de São Paulo, assinou protocolo permitindo a venda de material genético animal, especialmente sêmen bovino, para a melhoria do plantel do país vizinho, na região de Santa Cruz. Com essas ações, o governo boliviano quer ampliar a cooperação na área de pecuária com o Brasil, onde se insere o projeto acreano. Com a parceria incluindo os pequenos produtores bolivianos, abre-se ainda mais a possibilidade de acesso ao mercado daquele país e das demais nações andinas para os produtos acreanos, em especial a carne suína do Dom Porquito.