PM de Plácido ajuda polícia boliviana a acabar com sequestro na vila Puerto Evo

unnamed

A Polícia Militar anunciou nesta quart-feira, 5, a elucidação de um sequestro ocorrido esta semana na vila de Puerto Evo,  na fronteira de Plácido de Castro com a Bolívia. Com apoio de agentes civis, a PM de Plácido ajudou a Polícia Nacional da Bolívia na  liberação da vitima sem que fosse necessário o pagamento do resgate.

Por volta de 7h30 do dia 3 de agosto, duas bolivianas  procuraram o comando da Companhia de Polícia Militar em Plácido de Castro para solicitar apoio  na  solução de um crime de sequestro em andamento. A vítima era irmão de uma das solicitantes, conhecido apenas como Rodo. Os bandidos teriam pedido  80 mil dólares de resgate.

De acordo com as solicitantes, seu irmão havia sido levado da própria residência, localizada na cidade boliviana de Puerto Evo, fronteira com o Brasil, por traficantes brasileiros que exigiam 80 mil dólares para liberar a vítima. Imediatamente uma equipe formada por policiais militares e civis iniciou diligências  nos ramais situados do lado brasileiro que fazem fronteira, possível rota de fuga dos criminosos. As guarnições  estiveram na base naval Boliviana para confirmar  a veracidade das informações recebidas. Os militares bolivianos então confirmaram o crime de sequestro e os demais detalhes até então  recebidos.

Por volta de 19h a vítima foi liberada pelos sequestradores, sem que houvesse pagamento de resgate. Com essa informação a equipe de policiais militares e civis retornou aos ramais fronteiriços para  capturar os criminosos, mas não os localizaram. Na manhã de terça-feira passada o crime foi solucionado.

Uma equipe da polícia boliviana, chefiada pelo Coronel Terrazas, procurou o comandante da PM em Plácido de Castro para agradecer pelo apoio dado e reconheceram que ação do policia brasileira impediu a consecução do crime.