PM prende casal com 9 quilos de maconha, submetralhadora e mais de 400 munições


publicidade

Integrantes de uma guarnição do Grupo Tático do 2º Batalhão da Polícia Militar estouraram na noite de quinta-feira um depósito que servia a uma das facções que faz parte do crime organizado na Capital. Numa abordagem a um casal suspeito que tem um automóvel de luxo estacionado numa das ruas do bairro Santa Inês, área considerada de alto risco. O nervoso excessivo da mulher que cometeu várias contradições levou os policiais a um apartamento que servia de depósito para uma facção criminosa.

No local eles apreenderam mais de 400 munições de vários calibres, uma submetralhadora e nove quilos de maconha. O homem e a mulher foram apresentados na Delegacia de Flagrantes e autuados por tráfico de entorpecentes, associação criminosa, porte ilegal de arma e munições de uso exclusivo das forças de segurança. Ontem de manhã passaram pela audiência de custódia e foram encaminhados ao presídio.

A polícia não tem dúvida que o material apreendido pertence a uma facção criminosa, e que a metralhadora e as munições seriam usadas na prática de assaltos, execuções e outros crimes.