Polícia Civil identifica uma terceira pessoa envolvida na morte de Jonhliane Paiva

A Polícia Civil conseguiu identificar uma terceira pessoa envolvida na morte de Jonhliane Paiva no dia 6 de agosto. Além de Icaro Pinto, motorista da BMW que colidiu com a moto da vítima na avenida Antônio da Rocha Viana, Alan Lima, também está preso, acusado de participar de um racha que culminou na morte da mulher de 30 anos que na hora do acidente se dirigia ao trabalho as 06:10 hrs. Agora um terceiro homem, identificado por Diego Gurgel vai responder pelo crime de favorecimento pessoal e desobediência ao decreto do Estado.

A polícia civil tentava identificar que deu fuga para Icaro Pìnto, que logo após o acidente abandonou a BMW em uma rua no bairro Isaura Parente. As imagens mostravam Icaro e a namorava caminhando de mãos dadas seguindo para outra quadra onde abandonaria o veículo causador do acidente.

Os agentes então seguiram as câmeras de segurança das residências onde o casal passou e verificaram que uma camionete foi buscar os dois. O carro era de Diego, que foi a delegacia e confirmou ao delegado Alex Danny que realmente foi ajudar o amigo com medo que ele fosse linchado.

Diego é o proprietário do estabelecimento no bairro Raimundo Melo, onde foi realizada a festa onde Icaro e Alan participaram e depois saíram em alta velocidade. Por causa da pandemia esse tipo de evento estava proibido.

A policia civil ainda aguarda o resultado da perícia para fechar o inquérito. O aludo vai dizer se Icaro e Alan participavam de um racha na hora do acidente.