População reclama da falta de peritos na agência do INSS

Cezar Negreiros

Os trabalhadores que buscaram atendimento no dia de ontem na agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no centro da cidade, tiveram que voltar para casa porque os médicos peritos não compareceu ao local de trabalho, pelo segundo dia, consecutivo. A dona de casa Eliana Castro Gomes buscava confirmar o agendamento prévio, mas foi informada pelos servidores do órgão que não tinha perito.

“Agora tenho de buscar outro agendamento, para apresentar o laudo da médica que atendeu o meu filho com anemia falciforme”, lamentou a moradora de Boca do Acre (região Sul do Amazonas).

A gerência regional do INSS no Acre conta com peritos na agência de Rio Branco e na agência de Cruzeiro do Sul, mas nenhum profissional atendeu a convocatória da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e do Instituto Nacional do Seguro Social. Desde a semana passada que foi anunciado o retorno gradual do atendimento presencial, nas últimas semanas deste mês (setembro) para os segurados agendados previamente.

O retorno gradual do atendimento da população deveria priorizar os serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional. Os segurados precisam fazer o agendamento prévio, através do telefone: 135, no aplicativo ou na página eletrônica: Meu INSS (gov.br/meuinss e aplicativo). Os segurados sem agendamento não serão atendidos, segundo a assessoria, para evitar aglomerações dentro e fora das agências.

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho emitiu um comunicado informando que 202 peritos médicos federais compareceram aos seus postos de trabalho nas agências da Previdência e realizaram, até às 9h45 da manhã, 1.071 perícias presenciais. Destacou ainda, que esses atendimentos ocorreram em 86 agências com Perícia Médica, das 148 que já estavam com a agenda para o dia de ontem, conforme o comunicado, mas apenas 201 agências estão aptas para o atendimento da população. Há 486 peritos que deveriam ter retornado ao trabalho na última terça-feira (dia 22), mas muitos aguardam a inspeção da Associação Nacional de Peritos Médicos (ANPM) nas agências do INSS.