Prefeitura e Governo firmam convênio para execução do Programa REVI

A Prefeitura de Rio Branco e o Governo do Acre formalizaram convênio para execução do Programa de Readequação da Malha Viária de Rio Branco (REVI). O documento que formaliza a parceria institucional para dar continuidade ao programa foi assinado na manhã desta quarta-feira, 10, pelo diretor – presidente do DETRAN, Pedro Longo, o prefeito Marcus Alexandre e o Diretor Superintendente da RBTRANS, Gabriel Forneck.

O convênio no valor de R$ 640.543,77 vai permitir a execução de intervenções em 20 vias públicas e a instalação de mais de 1.000 placas de sinalização na cidade. O plano de ação inclui mudança de sentido e sinalização nas ruas Alegria e Bartolomeu, nas imediações no trecho entre a sede do Juventus e a Prontoclínica. Na travessa Pontaporã, na Capoeira, será feita uma abertura ligando a rua ao Parque da Maternidade, na altura do prédio onde funciona a UNIP. Na Rua Milton Matos com a Dom Bosco, no bairro Bosque, a rotatória e o trânsito também serão reorganizados. Outra intervenção importante será mudança de sentido do fluxo viário no entorno da Fundação Bradesco, na Região do Calafate. “Todas as intervenções objetivam garantir mobilidade e maior fluidez ao tráfego em áreas de grande trânsito de veículos e pessoas, além de reduzir os índices de acidentes”, observou o Superintendente da RBTRANS, Gabriel Forneck.

No ano de 2005 a frota em circulação na capital era de 56 mil veículos. Atualmente são 150 mil. O aumento no número de veículos aliado ao crescimento, no passado, sem planejamento, são fatores que dificultam e exigem atenção contínua do poder público para boa organização do trânsito na capital. Durante a gestão do prefeito Marcus Alexandre, a duplicação de avenidas foi uma das medidas para melhorar o tráfego e dar mais segurança a pedestres e motoristas. “A duplicação da avenida Ceará e Antônio da Rocha Viana, iniciada na gestão do então governador Jorge Viana, são alguns dos exemplos do trabalho que vem sendo feito. Para melhorar ainda mais o fluxo, atualmente, a Prefeitura trabalha na duplicação de sete avenidas. Além disso, estamos ainda realizando estudos para intervenções na Estrada da Sobral e na Dias Martins, nas áreas de acesso às Universidades, destacou o prefeito Marcus Alexandre.

Esse é o segundo Convênio firmado em 2017 entre Prefeitura e o Governo, por meio do DETRAN para revitalização da malha viária na Capital. O primeiro, assinado no início deste ano permitiu melhorar a sinalização. O Convênio é valido por um ano podendo ser renovado por mais um ano.

De acordo com o Diretor Presidente do DETRAN Pedro Longo, a municipalização em nada impede a atuação conjunta com vistas a um melhor resultado. “A municipalização aumenta a capacidade de ordenamento do trânsito. A fiscalização, o direcionamento do fluxo e a definição de alterações na malha viária são muito mais eficazes quando o Município participa, como é o caso aqui de Rio Branco, esperamos que os outro municípios avancem nesse processo”, ressaltou Pedro Longo.

Programa inclui banco de dados que orienta a Política de Trânsito no Município

Instituído pelo ex-prefeito Raimundo Angelim e mantido na gestão de Marcus Alexandre, o  REVI está previsto no Plano Diretor de Transportes e Trânsito da Cidade de Rio Branco (PDTT), que é  um banco de dados que subsidia a política para o setor até 2019. O PDTT busca priorizar politicamente os sistemas públicos de transporte coletivo e apoiar a municipalização efetiva do trânsito; além de propor melhoria para a qualidade dos serviços.

Da Assessoria
Fotos Marcos Vicentti/Asscom