Prefeitura prepara Parque de Exposições para o caso de transbordamento do Rio Acre

Depois de uma semana de grande mobilização para dar assistências às famílias que tiveram suas casas invadidas por enxurrada, a Prefeitura retoma o trabalho de estruturação do Parque de Exposições para o caso de transbordamento do Rio Acre. O sábado foi de intenso trabalho para todas as equipes envolvidas na execução do Plano de Contingência do Município.

Enquanto a SEMSUR conclui o trabalho de limpeza e roçagem, outras frentes de serviço se revezam na limpeza e organização do espaço físico que inclui cozinha e banheiros. 108 boxes já foram construídos e as equipes da secretaria de Obras continuam de prontidão para construir mais unidades, se necessário.

Além de cuidar da estrutura física, todas providencias estão sendo tomadas com o objetivo de garantir serviços de saúde e assistência social às famílias, em caso de transbordamento e ocupação do abrigo público. Todo o trabalho é acompanhado de perto pelo prefeito Marcus Alexandre e a vice- Socorro Neri.

“Como ocorreu em janeiro, mais uma vez o Rio dá sinal de subida. O Rio Acre não está ainda na cota de alerta, mas conforme estabelece nosso Plano de Contingência ao atingir 12 metros  acontece a mobilização total de nossas equipes no Parque. Essas medidas estão sendo tomadas para que estejamos preparados para o caso de o Rio atingir a cota de transbordamento”, destacou o prefeito Marcus Alexandre.

Monitoramento do Rio

De acordo com a Coordenadoria de Defesa Civil de Rio Branco, o Rio Acre mantém o movimento natural e o momento é de atenção. Desde o início do inverno, a região do Alto Acre tem recebido chuvas intensas e localizadas que têm elevado o nível do Rio em toda a bacia. Do dia 13 para o dia 14 choveu 277 milímetros, chuva que ocorreu mais em Rio Branco e ao Norte. Na sexta feira, 16, choveu 95mm em Brasiléia. Em Assis Brasil, Xapuri, Brasiléia, Capixaba e Rio Branco o nível do Rio apresenta ainda patamares muito altos, com pequena vazante em Assis Brasil mas subindo bastante em Xapuri e Brasiléia. Essa água pode chegar a Rio Branco e afetar bairros como Airton Senna, Terezinha e Baixada da Habitasa. “De janeiro a abril o nível do Rio Acre tende mesmo a permanecer alto. Hoje o nível está com 12,76m. No dia 12 de fevereiro 2015 estava em 6,06m e em 05 de março chegou a 18,40m. Todas essas medidas são para que estejamos preparados e possamos agir rápido, se preciso for”, explicou o coordenador da Defesa Civil do Município. Cel. George Santos.

Da Assessoria
Fotos: Marcos Vicentti/Asscom