Prefeitura recebe donativos do MPAC para famílias atingidas pela enchente

O prefeito Marcus Alexandre recebeu nesta segunda-feira, 26, 2 toneladas de donativos para as famílias que tiveram suas casas atingidas pela enxurrada da terça-feira, 13 e cheia do Rio Acre. Os alimentos doados por membros e servidores foram arrecadados pela Campanha “MP Solidário”, lançada pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) na semana passada.

“Lançamos a campanha com o objetivo de envolver a comunidade em favor das famílias desabrigadas, os servidores e membros compreenderam nosso compromisso com a população, tivemos um resultado bem positivo e hoje temos a entrega dos alimentos para distribuir para quem precisa”, declarou a procuradora-geral de Justiça do MPE, Kátia Rejane.

Os donativos foram repassados à secretaria Municipal de Assistência Social (SEMCAS) para serem distribuídos, a partir do cadastro feito pela SEMCAS.

A enxurrada

Considerando o monitoramento feito desde o ano de 1971, fevereiro de 2018 foi o mês mais chuvosos dos últimos 47 anos. Em um dia choveu 277 milímetros. A média mensal é de 280. Chuvas frequentes, acima da média e o fenômeno da terça-feira, 13, acabaram por elevar o nível do Rio, causando ainda a enxurrada dos igarapés que cortam Rio Branco. A enxurrada afetou 30 bairros em 50 localidades. Mais de 1000 famílias tiveram suas casas inundadas. “A prefeitura tem feito a sua parte. Decretamos Situação de Emergência que já foi reconhecida pelo Governo Federal. Esse é um momento em que a gente espera a solidariedade, um gesto como esse do MP nos alegra. Toda ajuda que vier é bem- vinda”, disse o prefeito Marcus Alexandre.

Monitoramento continua

De acordo com a coordenadoria Municipal de Defesa Civil, a situação hoje é de vazante em Xapuri,  Brasiléia, e Assis Brasil mas capital ainda recebe água de Capixaba, o que deve ainda elevar o nível do Rio mas, caso não ocorram chuvas fortes, a tendência é estabilizar. O monitoramento continua e todas equipes estão de prontidão para atender ocorrências, caso necessário. “Espírito solidário das pessoas e instituições fortalecem a ajuda humanitária às famílias que ainda sofrem com esses eventos”, destacou o coordenador Municipal da Defesa Civil, coronel George Santos.

Durante o ato de entrega dos donativos à Prefeitura de Rio Branco, O MPAC anunciou a reinstalação do Grupo Especial de Apoio e Atuação para Prevenção e Resposta a Situações de Emergência ou Estado de Calamidade (GPRD), atualmente, sob coordenação da procuradora de Justiça Rita de Cássia Almeida. A coordenadora do GPRD destacou o esforço do poder público local para evitar que famílias continuam habitando áreas alagadiças. “Não fosse a retirada das pessoas dessas áreas, hoje estaríamos já com 70 famílias desabrigadas. No caso, aqui, o estado tem uma política de tirar as pessoas das cotas mais baixas e hoje estamos ainda tranquilos, sem famílias desabrigadas, mas continuamos em alerta.

“A campanha tem o objetivo de continuidade. Quando houver necessidade, o MP vai se mobilizar como uma forma de compromisso social“, destacou Kátia Rejane.

Da Assessoria

Fotos Fagner Delgado/DECOM