Presa dupla que tentou matar presidiária a tiros no Bujari


publicidade

Arma usada pelos bandidos para tentar matar jovem

Era grave até ontem o estado de saúde da presidiária Graziela Souza da Silva (21), que permanecia em observação no pronto socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (HUERB). A garota que havia sido liberada da Unidade de Recuperação Social Dr. Francisco d’Oliveira Conde no sábado, foi baleada na noite de domingo em sua casa no município de Bujari, a 29 quilômetros da capital, por um homem que estava na garupa de uma moto e fugiu. Graziela levou dois tiros no tórax. A motivação seria um acerto de contas, já que esta seria ligada a uma facção.

Graziela cumpria pena no Pavilhão Feminino da Unidade de Recuperação Social Dr. Francisco d’Oliveira Conde, de onde saiu no sábado por ser beneficiada pelo regime semiaberto passando a ser monitorada eletronicamente. Na noite de domingo (26) estava em sua casa à Rua Projetada, no município de Bujari em companhia da avó e do filho menor, quando dois homens chegaram numa motocicleta, e o que estava na garupa fez vários disparos em sua direção e fugiu.

No final da tarde de ontem os dois homens que tentaram matar a jovem Graziela, no Bujari foram presos pelo Bope e estão sendo autuados na Delegacia de Flagrantes, em Rio Branco.