Proprietários de veículos ficarão isentos de pagamento do seguro DPVAT em 2021

O seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) não será cobrado no próximo ano, conforme decisão do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), vinculado ao Ministério da Economia, nesta terça-feira, 29.

O seguro continua existindo e vai seguir cobrindo as indenizações dos acidentes de trânsito em 2021, pois o DPVAT tem recursos suficientes para as operações. O Conselho ainda não definiu como ficará o pagamento da taxa para 2022.

“Em 2020, o seguro DPVAT passou por uma considerável redução de 68% para carros e 86% para motos, para o próximo ano o proprietário do veículo vai precisar pagar apenas as taxas de IPVA e licenciamento para que o veículo seja considerado apto à circulação”, afirmou o presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC), Luiz Fernando Duarte.

Para que serve o DPVAT?

O seguro DPVAT cobre indenizações de acidentes de trânsito ocorridas em vias terrestres de todo o território nacional em casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistência médica e suplementares por lesões de menor gravidade.

As vítimas de acidentes têm um prazo de até 3 anos após o acidente para dar entrada no seguro. Mais informações, os interessados podem obter pelo telefone 0800-022-1204.

Destinação dos recursos

  • 50% são destinados ao pagamento das indenizações;
  • 45% vão para o Ministério da Saúde (pagamento do atendimento médico de vítimas);
  • 5% vão para programas de prevenção de acidentes.