PSDB se aproxima de Temer de olho no impeachment

Nos bastidores da política nacional tem se intensificado conversas entre peemedebistas e tucanos, afim de selar união em prol da formação de uma base para um novo governo. De acordo com informações do Blog do Josias, o tucanato tenta pavimentar com o substituto constitucional de Dilma, o vice-Michel Temer, o caminho que leva ao impeachment.

MATÉRIA 2 - Michel Temer, vice-presidente da República e presidente do PMDB - Foto Divulgação

Avalia-se que, para chegar aos 342 votos necessários à aprovação do impedimento da presidente no plenário da Câmara, falta apenas a garantia de que o PMDB de Temer fala sério quando diz que romperá com o governo na reunião do diretório convocada para 29 de janeiro.

Apesar do caminho atual levar à um possível impeachment, nomes como o de Aécio Neves, preferem que Dilma fosse cassada pelo TSE, com a consequente convocação de nova eleição. Serra, com um pé no ministério do hipotético governo Temer, torcia pelo afastamento via Congresso. E Alckmin desejava manter a presidente petista sangrando no cargo até 2018.