Quem são os eleitores que votarão neste segundo turno

Cezar Negreiros

Aproximadamente 256.673 eleitores rio-branquenses estão aptos para votar no domingo, mas as eleitoras femininas respondem por 53,6%, enquanto o masculino por apenas 46,4% do eleitorado. De acordo com os dados do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), apenas 31,514 eleitores estão na faixa etária dos 25 a 29 anos de idade. Sendo que com ensino superior completo apenas 10,68%, mas 5,22% com o terceiro grau incompleto, com ensino médio completo 25,47% dos eleitores, 15,48% com o médio incompleto. Apenas 6,67% com ensino fundamental completo e 24,18% com fundamental incompleto, 4,44% analfabetos e 7,82% sabe ler e escreveR.

O diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE–AC), Jônathas Santos Almeida de Carvalho informou que os dados serão totalizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o resultado do pleito será divulgado pelo juiz eleitoral Lois Carlos Arruda, responsável pela 1ª Zona Eleitoral. A expectativa da Justiça Eleitoral que o resultado da votação seja divulgado mais cedo, porque a disputa do segundo turno acontece em 57 cidades brasileiras.

A votação começa às 7 horas da manhã desse domingo (dia 29), mas que encerrará por volta das 17 horas da tarde. Os idosos têm prioridade na hora de votar no horário das 7 às 10 horas da manhã, inclusive os portadores de necessidade especiais. Quase 30 locais de votação mudaram de endereço na capital acreana, a 9ª Zona Eleitoral registrou mudança de endereço em 23 seções, enquanto na 1ª Zona Eleitoral chegaram em torno de cinco seções eleitorais.

A 9ª Zona Eleitoral contará com 132 locais de votação, enquanto a 1ª Zona com 165 locais de votação. Em casos de dúvida, o eleitor pode acessar a página eletrônica do TRE-AC e fazer a consulta do seu local de votação.

Segurança – A Justiça Eleitoral não adotará a Lei Seca na eleição desse domingo (dia 29) na capital acreana. Mais de 800 soldados e militares das Forças de Segurança estão de plantão no dia da votação para coibir a boca de urna, impedir as concentrações nas proximidades das seções eleitorais, impedir o transporte ilegal de eleitores e deter as pessoas que tiveram cometendo algum tipo de crime em flagrante. O trabalho integrado das policiais (militar e civil), contarão com o apoio dos agentes da Polícia Federal (PF), pelos patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal (PRF), soldados do Exército e agentes de fiscalização da Superintendência de Transportes e Trânsito de Rio Branco (RBTrans).