Reabertura de igrejas é discutida por Gladson Cameli e lideranças evangélicas

O governador Gladson Cameli recebeu nesta terça-feira, 7, o presidente da Associação dos Ministros Evangélicos do Acre (AME-AC), Paulo Machado, os pastores Eldo Gama, Ildson Viana, e o deputado estadual Cadmiel Bomfim para tratar sobre a viabilidade da retomada dos cultos evangélicos com a presença do público. A reunião também contou com a participação do secretário de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão.

Desde o anúncio do primeiro decreto governamental de isolamento social, atos religiosos com aglomeração de fiéis estão suspensas. Novas regras foram estabelecidas pelo Governo do Estado, por meio do Pacto Acre sem Covid, para a retomada gradual e responsável das atividades. Os cultos retornarão quando o Nível de Risco atingir o estágio de atenção (amarelo), mesmo assim, limitada a 30% da capacidade. O chefe do Executivo demonstrou sua admiração pelo trabalho social e espiritual desenvolvido pelas igrejas com seus membros.

“Estamos enfrentando o maior desafio da história do nosso estado e essa retomada precisa ser feita com muita responsabilidade porque estamos tratando de vidas. Saibam da admiração que tenho pelo trabalho desempenhado pelas igrejas e sei o quanto isso é importante para a vida das pessoas. Eu tenho muita fé que vamos sair dessa o quanto antes”, pontuou Gladson.

Paulo Machado agradeceu o reconhecimento feito pelo governador e reforçou a importância social e espiritual das igrejas para a população. O presidente da AME argumentou que as igrejas estão preparadas para retomarem os cultos cumprindo as regras de distanciamento físico e demais cuidados sanitários. A mesma ênfase também foi dada pelo pastor Eldo Gama. Segundo o líder evangélico, os templos estão sendo adaptados para receber o público com total segurança.

Ao fim da reunião, o governador assumiu o compromisso de priorizar a demanda apresentada pelos pastores evangélicos.