Rio Branco esconde chegada do goleiro Bruno para evitar o repúdio da sociedade


publicidade

Em uma ação feita para evitar manifestações de repúdio que tomam conta da capital, o Rio Branco F.C. antecipou a chegada do goleiro Bruno, novo e polêmico contratado. Ele chegou nessa quinta-feira (30), no voo das 13 horas, sendo recepcionado panas pela diretoria do clube.

A ação buscou minimizar atos contra a presença do assassino da amante na capital, contratado pelo clube com tradição secular, o que tem provocado diversas críticas e manifestações de repudio do movimento feminista e de instituições da sociedade organizada do estado.

A chegada do goleiro estava prevista para acontecer na sexta-feira (31), mas a diretoria do clube resolveu antecipar para esta quinta-feira (30). O desembarque foi discreto. Apenas um grupo de dirigentes liderados pelo presidente do Rio Branco, Valdemar Neto, estava n aeroporto.

Bruno embarcou em um carro e se dirigiu ao local onde se hospedará, por enquanto, no centro da capital.