Saúde estadual destaca avanços em sessão solene da Aleac

sesacre-580x292

“Apesar de alguns problemas que enfrentamos, temos muito para comemorar em relação à saúde pública do Acre”, destacou o secretário de Estado de Saúde, Armando Melo, durante sessão solene realizada pela Assembleia Legislativa do Acre, na manhã desta quinta-feira, 9. A sessão foi aprovada pelos deputados estaduais para debater sobre os desafios atuais e os avanços registrados na saúde do Acre, em comemoração ao Dia Mundial da Saúde.

Entre os dados apresentados pelo secretário sobre a saúde estadual, estava o valor investido pelo governo do Estado no ano passado. Foram R$ 839 milhões, sendo R$ 586 milhões somente de recursos próprios na saúde. Esse valor representou 17,32% de recursos próprios – 5,32% acima do mínimo constitucional de 12%.

Segundo o secretário, a saúde não pode ser vista apenas a partir da unidade hospitalar. Ela tem que ser olhada no aspecto mais completo do seu conceito. Em postos e centros de saúde municipais (atenção primária), profissionais realizam a promoção de saúde e prevenção de doenças. Sem esses dois serviços fundamentais, existirão pessoas com doenças que surgem ao longo da vida, como hipertensão e diabetes, por exemplo, o que acarreta em aumento da demanda por serviços hospitalares.Os altos valores de investimento culminaram no fortalecimento e abertura de serviços, como cardiologia, neurologia, cirurgia bariátrica, nefrologia e transplantes de fígado, rim e córnea. A previsão para este ano é iniciar os transplantes de pâncreas e ossos. “É compromisso do governador Tião Viana e nosso também: contratar 400 novos médicos especialistas e continuar ampliando a rede de atendimento de média e alta complexidade, além de auxiliar os municípios no fortalecimento da atenção primária”, ressaltou Melo.

Armando Melo também destacou que uma das primeiras medidas que tomou ao assumir a saúde neste ano foi ouvir os sindicatos, trabalhadores e usuários da saúde estadual, além dos órgãos de controle social, como o Conselho Estadual de Saúde. “O desafio é acompanhar o crescimento das demandas da saúde, com foco sempre na atenção ao paciente. Capacitação de profissionais e melhoria estrutural das unidades. Estamos sempre dispostos a ouvir as críticas e sugestões para que possamos juntos melhorar a saúde ofertada à população”, garantiu.

NÚMEROS

Em 2014, 2,2 milhões de atendimentos foram realizados pela saúde estadual. “Não temos como dizer que em meio a esses milhões de atendimentos não houve algum problema, mas tenho certeza que a maioria foi muito bem feita e bem resolvida. E é isso que nós buscamos”, avaliou Melo.

Entre janeiro e março deste ano, o Hospital das Clínicas (HC) de Rio Branco realizou 40,8 mil atendimentos e 117 mil exames. A Maternidade Bárbara Heliodora atendeu 2,8 mil pacientes em janeiro de 2014. No primeiro mês deste ano, foram 3.456 atendimentos. “Esses são apenas alguns números que comprovam o aumento de demanda e a necessidade de continuar investindo intensivamente na ampliação e melhoria dos serviços de saúde – ações que estão sendo efetivamente empenhadas pelo governo do Estado”, finalizou o secretário.