Sindicato da educação pode recorrer ao judiciário

Atenção, professores e funcionários com graduação, a Secretaria Estadual de Educação (SEE), publicou edital da certificação para eleição dos gestores escolares. Não chamaram o Sindicato para construção do edital. Esta Secretaria exclui a Participação do SINTEAC. Mas, já verificamos que o edital contém vários erros, inclusive o descumprindo assim a Lei de Gestão Democrática. Iremos entrar com recurso e, se necessário, com ação judicial. A Secretaria tem tido uma postura pior do que a gestão anterior. Não chamaram o SINTEAC para construção do edital. Não respeita o SINDICATO como representante da categoria não chamando para apresentar o que pode ferir o direito do trabalhador em educação.

Tenho recebido muitas ligações de professores sócios do Sindicato e diretores de escolas se queixando desta postura de achar que, com tapinha nas costas, sorriso, aperto de mão e abraço vai deixar de existir os problemas ou não vai existir cobrança ou críticas da forma como a SEE vem tratando os trabalhadores. Tem sido mais ditadora do que a gestão anterior. Tirou até o recesso dos professores que terão de fazer formação nestas férias do meio do ano, enquanto deveriam estar descansando para concluírem o restante do ano letivo. Na escola integral os professores estão igual cantiga de grilo. Infelizmente a SEE se recusa a ouvir as reclamações, críticas e muito menos tratar com os professores e funcionários sobre o que estão achando e sentindo sobre as políticas educacionais que estão sendo implantadas. O 1/3 da hora/aula é uma atividade de muitas que já não existe.

A educação é coletiva, não é carreira solo. Toda política educacional tem que ser construída juntas, encontrando solução para as dificuldades do debate que se apresentarem nas rodadas de conversa. O SINDICATO vem cobrando que se faça este diálogo, mas tem sido interpretado como inimigo e perseguidor. Para o SINTEAC não importa quem seja o secretário, não deixaremos de fazer o papel do sindicato e, por isto, o secretário não pode nos tratar como inimigos. O que importa é a participação de todos, o respeito aos direitos conquistados pela categoria, a valorização e as condições de trabalho. Todos nós defendemos a educação pública de qualidade e democrática onde todos estejamos prontos para caminharmos juntos, sem autoritarismo e sem ditar as regras de forma impositiva e unilateral.

Portanto, continuaremos cobrando do senhor Secretário que respeite a entidade sindical e envolva o SINTEAC, envolvendo também, os trabalhadores em educação na construção destas novas políticas que até o momento tem ferido o direito da categoria. O Sinteac sempre busca o diálogo, inclusive nas negociações pedimos que o secretário fosse para a mesa para tratarmos do descumprimento do PCCR e das políticas educacionais como militarização das escolas, sexto tempo, educação integral, provas feita pela SEE, infelizmente o secretário foi e saiu deixando uma fala como se tudo reclamado não fosse verdade e insinuou estar tudo de comum acordo com o CODEPE.

• Curta e Siga Portal FNA – Fatos & Notícias do Acre e fique por dentro de tudo que movimenta as redes sociais de um jeito fácil e com credibilidade.