Socorro pede direito de resposta por ataques na TV. Assessor do PSD preso com dinheiro vivo

A prefeita Socorro Neri (PSB) começou a reagir aos ataques que vem sofrendo e aos esquemas montados nas redes sociais e nos programas sociais contra sua candidatura. Sua campanha entrou com um pedido de direito de resposta na Justiça Eleitoral, contra o programa de Roberto Duarte que mostrou uma moradora que fez críticas pessoais à prefeita acerca de suposta falta de infraestrutura na baixada da Sobral. O vídeo foi veiculado no programa eleitoral do candidato do MDB à Prefeitura de Rio Branco, Roberto Duarte no sábado, 10. Na edição, a moradora critica Neri e diz que milhões e milhões [recursos públicos] foram jogados fora. O fato pode ser classificado como injúria, pois está sem comprovação.

Logo após a fala da moradora, Duarte afirma que “a gestão correta, honesta e competente, jamais joga dinheiro fora”.

No pedido de resposta, os advogados de Socorro argumentam que o vídeo mostra acusações graves e desinformações, com a finalidade de confundir e criar estados emocionais, além de promover agressões dissimuladas.

O juiz eleitoral da 9ª zona, Giordane Dourado, responsável pela propaganda, deverá decidir sobre o pleito em decisão que deve ser rápida como exige a lei eleitoral.

Prisão

O assessor do senador Sérgio Petecão, Francisco Bezerra foi detido e encaminhado para a Polícia Federal por sacar R$ 30 mil em espécie, com suspeita de usar o dinheiro para compra de votos. Metade dessa importância foi encontrada com ele e a outra metade na casa de um militante político também ligado ao senador. Foi também apreendido um caderno com nomes de eleitores e seus telefones. O dinheiro foi sacado na Caixa Econômica, em Rio Branco. O promotor Rodrigo Kurti representou e a justiça determinou busca a preensão, que foram conduzidas pela polícia civil, que encaminhou o assessor, o dinheiro e o material para Polícia Federal.