Testemunha da morte de Chico Mendes conta todos os detalhes em livro

Já era noite quando o velho Darli Alves, o filho Darcy e o pistoleiro Serginho se reuniram, em 21 de dezembro de 1988, em uma mesa na varanda da Fazenda Paraná, em Xapuri, interior do Acre, para acertar os últimos detalhes do assassinato do líder seringueiro Chico Mendes, planejado para o dia seguinte. O que os homens não sabiam é que, deitado em uma cama no quarto ao lado da área, estava um menino de 13 anos a ouvir toda a conversa.