Tião Viana discute acordos multilaterais com governantes do Peru

Secom_AcreGM2805154504-580x246

O governador Tião Viana recebeu na Casa Civil, nesta quinta-feira, 28, membros do Consejo Interregioal Amazónico Peruano (Ciam), composto por governadores, secretários e técnicos de governo do Acre e Peru. O encontro acompanhado pela diretora-técnica do Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), Vera Reis, foi para discutir acordos multilaterais e validar os pedidos e demandas que o Ciam tem com o estado.

Entre os acordos constam Intercâmbios de alunos e técnicos, troca de experiências sobre o modelo de monitoramento e desmatamentos, intercâmbios comerciais, como a venda de produtos hortifrutigranjeiros, a construção de uma ferrovia e ampliação de uma estrada.

O presidente da Federação das Indústrias do Acre (Fieac), José Adriano Silva, também participou da agenda. No Acre desde o dia 26 de maio, a comitiva veio conhecer ainda, as politicas públicas do governo para despressionar a floresta. O foco é no desenvolvimento sustentável, fator que permite ao governo reduzir de forma expressiva o desmatamento e a emissão de gases de efeito estufa.

Os governadores ficam no estado até o dia 30 e já visitaram diversos empreendimentos do governo na área de produção e reflorestamento. O governador de Hunauca, Rubén Alva, disse que a viagem será muito importante para o trabalho e implantação de políticas de desenvolvimento sustentável para a sua região.

“É uma honra conhecer os projetos desenvolvidos aqui. Além de utilizar os mesmos modelos em nossos departamentos, fortalecemos nossa aliança com o Brasil”, afirmou Alva.

Integração pela conservação da floresta

Tião Viana colocou as instituições à disposição para recepcioná-los e dar todo o apoio, haja vista que o governo entende que a floresta Amazônica deixará de ser impactada a partir do momento em que existir a integração entre os vários estados que integram a região.

“Queremos possibilitar o crescimento de todos na conservação da floresta e desenvolvimento da Amazônia com maior sustentabilidade”, defendeu o governador.

No dia 17 de junho próximo, eles estarão na Catalunha, na Espanha, defendendo a ideia de que há necessidade de que o mundo reduza as emissões de gases poluentes. A exemplo do Acre, eles também querem assinar o memorando de intensões dos gases de efeito estufa com o Estado da Califórnia (EUA), como o Acre fez nos últimos dias.