Um novo modelo de governança começa a se ramificar no Governo Gladson Cameli

O Secretário de Estado da Casa Civil, responsável por assessorar o governador Gladson Cameli nos assuntos relacionados à coordenação e à integração das ações de governo, iniciou nesta quinta-feira, 9, junto à Secretaria de Estado da Saúde, o que ele denominou de reuniões setoriais.

Trata-se de uma agenda proativa de governo para dar celeridade às ações estruturantes e estratégicas do plano de governo, sobretudo nesse primeiro ano, onde o atual governador executa um programa de trabalho herdado do gestor anterior.

O secretário Alysson Bestene agradeceu e elogiou a inovação. “Ao invés de irmos à Casa Civil à procura de apoio e de suporte às decisões sobre a condução da política de Saúde para as situações mais complexas, que impactam diretamente a vida das pessoas, a Casa Civil é quem nos procurou para criarmos uma agenda positiva para o setor Saúde do Estado do Acre. Penso que um bom gestor antecipa os riscos e problemas da sua pasta, e essa reunião é justamente para isso: minimizar os riscos e realizar os serviços à população com a qualidade que ela merece”, ressaltou o secretário.

A iniciativa muda a lógica do modelo mental dos gestores e servidores públicos, uma vez que cria no âmbito do governo uma unidade de ação e facilita a escolha de prioridade no momento em que os recursos financeiros e operacionais se tornaram escassos.

(Foto: Asscom/Sesacre)

A reunião setorial é realizada com toda a equipe da unidade governamental e o secretário. Num primeiro momento, ele escuta a todos e, posteriormente, são realizados os encaminhamentos para a solução dos desafios e situações-problema que merecem a atenção, sobretudo quando as soluções são efetivadas por várias unidades de governo e com outros parceiros externos.

Na reunião da Saúde, por exemplo, a pauta foi fixada na conclusão das obras do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) e do Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into/AC), além de estratégias para garantir a suficiência dos estoques de insumos hospitalares para todos os municípios do Acre e a adoção de algumas ferramentas eletrônicas para melhorar o controle e a gestão dos serviços.

O secretário Ribamar Trindade destacou ainda que essa medida de “sair do gabinete” é uma das orientações do governador Gladson Cameli, e que conta com a colaboração dos demais secretários, especialmente da secretária da Fazenda, Semírames Cavalcante, e da secretária de Planejamento, Maria Alice, vez que uma boa gestão do orçamento e das finanças públicas dependem das boas escolhas que os gestores conduzem nas suas pastas.

Ribamar finalizou dizendo que “planejamento e gestão não se separam, se complementam e que essas agendas de trabalho contribuem para uma gestão responsável e comprometida com a população, ideário do nosso governo”.