UMA VOLUNTÁRIA

* Gilberto Braga de Mello

11052496_1064687226891043_8403136999634350687_n

Entre a gente voluntaria que se movimenta na tentativa de ajudar como pode às famílias de Rio Branco desabrigadas pela alagação, encontro Perpétua Almeida. Ela caminha nas ruas molhadas, se arrisca em embarcação precária, vai da Gameleira acima e abaixo pelos bairros submersos, conversa com um, conforta outro – entre dores e esperanças, se deixa registrar na selfie da criança e orienta a mãe sobre cuidados a tomar.

Perpétua não é mais deputada. Também não foi eleita senadora. Chega a ser engraçado a reação de alguns eleitores, vendo-a assim – sem os mandatos de antes, mas com vontade de sempre – metida entre eles, chegando junto. Isso não existe! Ouvi o comentário de um jovem, em tom de surpresa e aprovação.

Nestes dias, o acreano teve só uma notícia capaz de aquecer o seu astral encharcado pelas alagações sem precedentes: o Governo Federal começou a pagar a indenização de vinte e cinco mil reais para os soldados da borracha. E essa conta é fruto do trabalho dos mandatos de deputada federal da Perpétua.

Nessa história tem mais um detalhe relegado por nossa imprensa. Havia entendimento em Brasília que o pagamento das indenizações só podia acontecer depois de aprovado o Orçamento Geral da União para 2015, ainda pendente no Congresso. Então Perpétua se armou a sua credibilidade pessoal e foi ao Ministério da Previdência Social. Ela provou a efetividade da Lei sancionada pela presidente Dilma, tornado possível o pagamento imediato aos soldados da borracha.

 Por outro lado, a mediocridade não se envergonha nesta hora tão difícil. O ranço partidário baba em notícias interessadas e nas redes sociais, onde políticos omissos se escondem atrás da crítica fácil. Nas ruas alagadas e no convívio da comunidade, porém, o senso de justiça faz reconhecer empenho, seriedade e eficiência no trabalho do Governo do Acre e da Prefeitura de Rio Branco.

As águas que cobrem cidades também revelam diferenças. Notórios candidatados fizeram figuração na enchente do ano eleitoral de 2010, mas já estão sumidos novamente. Também sem mandato. Perpétua mostra a política sincera – coerente com o seu jeito, solidária e voluntária na maior alagação da vida do Acre.

 As águas que cobrem cidades também revelam diferenças.