URGENTE! Senado aprova PL que adia o ENEM 2020

A aprovação não garante ainda a confirmação do adiamento, devido a necessidade do texto passar pela Câmara dos Deputados.

O Senado acaba de aprovar o projeto que adia as provas do Exame Nacional do Ensino Médio. A prova do Enem é um dos meios de acesso ao ensino superior do país.

A aprovação não garante ainda a confirmação do adiamento, devido a necessidade do texto passar pela Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado pelos parlamentares, o projeto será encaminhado para ser sancionado pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

O texto teve apenas um voto contra, que foi do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do Presidente Bolsonaro. No final, ficou 75 a 1.

Como ainda permanecem as datas anteriormente estabelecidas, as provas presenciais podem acontecer nos dias 1º e 8 de novembro, e o exame no meio digital, nos dias 22 e 29. É preciso lembrar que esse texto não define uma nova data para as provas.

Texto

Segundo texto, o adiamento da aplicação da prova é devido ao estado de calamidade pública. O decreto estabelecido por conta do coronavírus começou a valer em 20 de março e vai até 31 de dezembro.

A proposta prevê o adiamento de todas as provas para todas as instituições de ensino do Brasil, com a inclusão das universidades da rede particular.

Por sugestão do senador Romário (Podemos-RJ), os senadores devem aprovar a emenda que disponibiliza “a acessibilidade necessária de todos os instrumentos utilizados no exame, às pessoas com deficiência”, segundo proposta.

Inep admitu que data do Enem 2020 não é imutável

Em comunicado feito à imprensa e divulgado na última segunda feira (18), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira diz que “diversos fatores ainda estão incertos”.

Em declaração, o órgão responsável pelo Enem afirmou ainda que, devido ao atual cenário recente voltado para a pandemia do coronavírus, não há como definir ainda se haverá Enem ou não, salientando ainda que o Exame Nacional de Ensino Médio de 2020 não é imutável!

O mesmo ainda afirmou estar buscando garantir a melhor forma de executar esta edição do exame, com o intuito de não só cumprir para com o seu dever constitucional, mas também para não prejudicar AINDA MAIS a sociedade brasileira, enfatiza.

Com isso, diante dessa admissão do Inep, entidades representadas por estudantes, colégios federais e universidades vêm uma esperança no “resquício” de flexibilidade por parte do Inep no que tange à mudança da data de execução.

Inscrições para Enem 2020 seguem abertas

As inscrições estão previstas para até o dia 22 de maio e o acesso deve ser feito por meio da Página do Participante. O Enem impresso ocorrerá nos dias 1 e 8 de novembro e o Enem digital nos dias 22 e 29 de novembro.

Este ano, estudantes que não pediram a isenção, mas que se encaixam dentro do perfil pré estabelecido para tal recurso, terão seu resultado automaticamente no ato da inscrição, mesmo que sem a solicitação formal, e os que não compareceram nos dias da edição do Enem 2019 também terão direito a isso, algo que até então não era possível por conta da ausência.

O estudante deverá informar seu CPF próprio (não pode ser de pai ou mãe), RG, data de nascimento, telefone para contato e um e-mail ativo (sua atividade em ativação é importante para casos de mudança de senha e para notificações). Além disso,o estudante que não quiser declarar o nome do pai ou mãe terá a opção de não fazê-lo.