Vanda Milani vai pedir ao governo federal mais recursos para manutenção das BRs 317 e 364

A deputada federal Vanda Milani (Solidariedade) vai pedir ao diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT), o general Antônio Santos Filho, o aporte de mais recursos para a manutenção das rodovias federais que cortam o estado. Durante encontro com o superintendente do DNIT no Acre, Carlos Melo, na última segunda-feira (30) ela manifestou preocupação com o déficit nos investimentos.

“Existe apenas R$ 80 milhões previsto para manutenção em 2021, desse total, um estudo feito pelo próprio DNIT aponta R$ 70 milhões em tratamento de erosões espalhadas, principalmente pela BR 364 até Cruzeiro do Sul. Precisamos sensibilizar o governo federal da importância dessas rodovias” disse a deputada.

A parlamentar teme que com a diminuição dos recursos o principal modal de transporte volte a apresentar muitos pontos críticos e, com isso, dificultar o escoamento da produção e aumentar o custo dos transportes e alimentos. “Milhares de acreanos dependem do bom fluxo dessas rodovias para o transporte de cargas e passageiros. Além disso, o preço do frete é quem determina o custo de vida de quem vive nas cidades cortadas pelas estradas, aumentando ou diminuindo de acordo as condições de tráfego”, comentou.

Vanda Milani vai pedir apoio de toda bancada de deputados e senadores para sensibilizar o governo federal pela liberação de mais dinheiro. Para a líder do Solidariedade no Acre, com a inauguração da ponte sobre o rio Madeira, o fluxo de cargas pesadas aumentará, exigindo mais segurança viária.

A parlamentar pediu a recuperação do trecho entre as Quatro Bocas e a Divisa com o município do Amazonas, na BR 317; e o trecho entre Sena Madureira até o Purus na BR 364. Carlos Melo garantiu que o primeiro trecho até a divisa com o estado do Amazonas (Boca do Acre) já foi licitado e as obras serão iniciadas ainda este mês.